Evento apresenta pesquisas internacionais com pinhão manso
CI
Agronegócio

Evento apresenta pesquisas internacionais com pinhão manso

Além dos estudos brasileiros, pesquisadores da Holanda, do México e dos Estados Unidos vão mostrar trabalhos realizados com a espécie
Por:
Além dos estudos brasileiros, pesquisadores da Holanda, do México e dos Estados Unidos vão mostrar trabalhos realizados com a espécie

O 2° Congresso Brasileiro de Pesquisa em Pinhão Manso vai apresentar experiências internacionais na pesquisa com a espécie. Pesquisadores da Holanda, México e Estados Unidos apresentam os principais resultados de seus estudos no evento que começou nesta terça-feira, 29 de novembro, em Brasília.


Hoje, o projeto Jatropha curcas: pesquisa aplicada e tecnológica sobre a característica da planta, do pesquisador holandês Robert van Loo, será apresentado às 15h, no auditório da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio. Amanhã (30-11), está prevista a palestra com o pesquisador mexicano Alfredo Zamarripa Colmenero sobre os recursos genéticos do pinhão manso no México, às 8h30. Também será apresentada palestra com o pesquisador da Universidade da Flórida, Wagner Vendrame, às 9h30, sobre as pesquisas da cultura naquela região dos Estados Unidos.

O pinhão manso é uma oleaginosa que apresenta elevado potencial para atender ao Programa Nacional de Produção de Biodiesel. Na abertura do congresso, o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Carlos Vaz, lembrou da importância da organização do evento para compreender as oportunidades que o setor privado vislumbra para os próximos anos. “O congresso busca entender o cenário tecnológico e reforçar as políticas governamentais relacionadas às culturas, principalmente, ao programa nacional da produção na produção e uso dos biocombustíveis e nas demais destinações”, disse.


“O ministro Mendes Ribeiro está determinado a estimular inovações e tecnologias que assegurem ao Brasil ser o grande protagonista no mundo na produção sustentável de alimentos e na geração de energia a partir da produção animal e vegetal. Os trabalhos que serão apresentados neste encontro são fundamentais para que se atinja, no que se refere ao pinhão manso, esses objetivos”, acrescentou o secretário-executivo, que representou o ministro da Agricultura no congresso. O secretário de Produção e Agroenergia, Manoel Bertone, também participou da abertura.

Participam dos debates pesquisadores, técnicos, professores, representantes do governo, produtores, extensionistas, empresários e estudantes. Os participantes vão debater os avanços científicos da cultura nas áreas de melhoramento genético, sistema de produção, mecanização, sustentabilidade, produção de biocombustíveis, agricultura familiar e políticas públicas. A promoção do encontro é uma iniciativa do Mapa, em parceria com a Embrapa Agroenergia e a Associação Brasileira dos Produtores de Pinhão Manso (ABPPM).


Workshop

Na sexta-feira, 1º de dezembro, está previsto o Workshop PanAmericano de Sustentabilidade nos Plantios de Pinhão Manso, na Embrapa Cerrados. Na parte da manhã, serão realizadas apresentações dos principais especialistas sobre sustentabilidade nos plantios de pinhão manso para o estabelecimento de um sistema de produção que atenda às exigências de sustentabilidade do mercado global. No período da tarde, está programada um dia de campo onde o produtor poderá conhecer os resultados do processo de domesticação da cultura.

Mais informações do 2º Congresso Brasileiro de Pesquisa em Pinhão Manso no site www.cbppm.com.br

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.