Evento em Mossoró/RN espera dobrar volume de negócios este ano

Agronegócio

Evento em Mossoró/RN espera dobrar volume de negócios este ano

A Festa do Bode terá largada hoje em Mossoró, com perspectivas de movimentar R$ 3 milhões em negócios, 50% a mais que o volume atingido na edição anterior
Por:
494 acessos

A Festa do Bode terá largada hoje em Mossoró, com perspectivas de movimentar R$ 3 milhões em negócios, 50% a mais que o volume atingido na edição anterior. O incremento é esperado com a mudança de classificação que fez o Rio Grande do Norte passar de área de risco desconhecido para médio de febre aftosa. O reposicionamento abriu mercados para a pecuária potiguar em estados que impunham barreiras comerciais aos criadores, em razão do risco desconhecido da doença. Cerca de 100 mil pessoas devem circular pelo evento até o próximo domingo.

O secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca, Francisco das Chagas Azevedo, explica que o volume de negócios esperado leva em consideração toda a parte comercial da feira, incluindo a movimentação estimada não só pela caprinovinocultura, mas também por criadores de equinos e bovinos. “O preço do gado está melhor, a genética dos animais está boa e a reclassificação também ajuda a impulsionar as vendas”, observa ele. Só a caprinovinocultura deverá movimentar R$ 1,5 milhão, R$ 500 milhões a mais que em 2008. A projeção otimista se baseia nas perspectivas de comercializar animais para estados potencialmente compradores do Sudeste e do Sul, diz o diretor da Associação Norte-Rio-Grandense de Criadores de Ovinos e Caprinos (Ancoc), George Bulhões. “Teremos em exposição animais que podem chegar a R$ 70 mil, dependendo da qualidade genética”, estima. Ele explica que nesta 11ª edição da Festa só os estados com risco conhecido ou livres de aftosa poderão enviar animais para a exposição. Com a restrição, rebanhos da Paraíba, do Ceará e de Alagoas ficam impedidos de cruzar as fronteiras do RN. A diminuição no número de estados participantes não deverá reduzir, entretanto, o número de animais expostos.

“A expectativa é repetir a marca do ano passado, quando aproximadamente 1.500 caprinos e ovinos estavam em exposição. A manutenção do número se deve à entrada de novos investidores no setor potiguar”, explica. A Festa do Bode integra o circuito estadual de eventos de agronegócio, que deverá movimentar, até a Festa do Boi, R$ 180 milhões. Só as caprifeiras movimentaram, até agora, R$ 5 milhões.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink