Evento sobre erosão e assoreamento começa nesta segunda-feira
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Evento sobre erosão e assoreamento começa nesta segunda-feira

IX Encontro Nacional de Engenharia de Sedimentos (ENES) será realizado de 25 a 29 de outubro
Por: -Marianna
2179 acessos
A busca por soluções para problemas de erosão e assoreamento em bacias hidrográficas é o tema central do IX Encontro Nacional de Engenharia de Sedimentos (ENES), evento que será realizado de 25 a 29 de outubro, em Brasília (DF). A abertura do Encontro será nesta segunda-feira (25), às 19h. A partir das 14h desse primeiro dia, os interessados poderão efetuar no local sua inscrição, que já está sendo feita no endereço eletrônico http://ixenes.cpac.embrapa.br. Da Embrapa Cerrados, participarão como palestrantes os pesquisadores Jorge Werneck Lima, Eduardo Cyrino e Marcos Aurélio Carolino (acesse aqui a programação detalhada).

O evento é promovido pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH) e organizado pela Embrapa Cerrados - Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) -, e pela Universidade de Brasília (UnB). A programação do Encontro contará com Sessões Técnicas, Mesas Redondas, Palestras e um Dia de Campo no rio São Bartolomeu (região de Luziânia/GO), atividade reservada para o último dia, sexta-feira (29). No rio, serão demonstrados diversos métodos e equipamentos de medição de concentração e fluxo de sedimentos em rios.

O Encontro Nacional de Engenharia de Sedimentos vai reunir pesquisadores, técnicos, estudantes e gestores no auditório da Faculdade de Tecnologia da UnB para discutir temas relevantes para a solução de problemas decorrentes dos processos de erosão, transporte e deposição de sedimentos. Segundo Jorge Werneck Lima, pesquisador da Embrapa Cerrados coordenador do evento, o conhecimento do comportamento dos sedimentos de um rio pode contribuir, por exemplo, para a manutenção e a operação de hidrovias, estações de tratamento de água, usinas hidrelétricas, sistemas de captação e distribuição de água para irrigação e outros, além de ser um excelente indicador de impactos ambientais decorrentes de alterações nas bacias hidrográficas por conta da ação do homem.

De acordo com o pesquisador, entre os assuntos que serão discutidos no Encontro estão: os impactos sociais, econômicos e ambientais dos sedimentos para diferentes setores da sociedade; a construção de grandes hidrelétricas no rio Madeira (Jirau e Santo Antônio); e as técnicas para conhecer e controlar os problemas de erosão em bacias hidrográficas rurais e urbanas. Ao final do Encontro, será divulgada uma Carta que trará as diretrizes para a área de sedimentos no Brasil, com indicação de áreas prioritárias de estudo, ações para minimizar problemas ocasionados pelo assoreamento e políticas de incentivo para o controle da erosão.

“A realização do IX ENES em Brasília é uma oportunidade rara de termos os maiores especialistas brasileiros da área de sedimentos no Distrito Federal, que apresenta problemas crônicos relacionados ao tema, como o assoreamento dos lagos dos rios Paranoá e Descoberto. O primeiro representa um dos principais símbolos da cidade de Brasília, enquanto o segundo responde por mais de 60% do abastecimento de água para a sua população”, afirma o pesquisador Jorge Werneck.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Cerrados.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink