Expediente volta à normalidade no Indea
CI
Agronegócio

Expediente volta à normalidade no Indea

Por:
Servidores do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) retornam ao trabalho hoje (11), depois de 3 dias de paralisação. Decisão foi tomada na tarde desta quarta-feira (10), após o governo do Estado apresentar  documentos que comprovassem o repasse de recursos provenientes de convênios e que serão destinados à compra de materiais básicos como papel e tinta para impressora, e outros encaminhamentos para melhorar as condições de trabalho.


Setor produtivo, especialmente a indústria frigorífica, manifestou a indignação com o movimento e calcula ter deixado de abater cerca de 30 mil bovinos nos 2 dias que ficaram sem gado, com a falta da Guia de Transporte Animal (GTA), emitida pelo instituto. Com a volta ao trabalho, as indústrias frigoríficas e os pecuaristas ficam mais  aliviados, cuja tranquilidade não chegará aos coordenadores da 47ª Exposição Agropecuária de Cáceres (ExpoCáceres). José Moacir de Oliveira, coordenador da feira, afirma que a paralisação no Indea fez com que cerca de 80 animais não chegassem a tempo ao evento, que começou na noite desta quarta-feira e termina no  domingo (14). “São cerca de 70 animais da raça nelore e 13 vacas leiteiras e o principal motivo para a não chegada deles é a falta da guia”.


Paralisação dos servidores gerou preocupação aos consumidores, que temiam não ter carne no varejo neste feriado prolongado. Estabelecimentos com maior capacidade estocaram produto e reservaram animais junto aos frigoríficos fornecedores. Foi o que fez o Ponto da Carne, segundo um funcionário que preferiu não divulgar o nome. Ele conta que nesta quarta-feira a entrega foi normal, mas que foi feita uma reserva de 60 cabeças para assegurar o abastecimento nos próximos dias.


Dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea) apontam que a exportação mato-grossense de carne bovina in natura chegou a US$ 4,224 milhões ao dia em setembro deste ano, aumento de 21,6% sobre os US$ 3,471 milhões/dia no mesmo mês de 2011. As 40 indústrias frigoríficas em operação em Mato Grosso empregam cerca de 18 mil trabalhadores.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink