Experimentos apontam eficiência do algodão Bollgard

Agronegócio

Experimentos apontam eficiência do algodão Bollgard

O Bollgard® foi altamente eficiente no controle do curuquerê , lagarta-das-maçãs e lagarta-rosada, sem a necessidade de pulverizações para a proteção contra o ataque dessas três pragas
Por: -Silvano
112 acessos

Trabalho, desenvolvido pelo time de Desenvolvimento Tecnológico da Monsanto e premiado pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão, também apontou produtividade média de Bollgard 7% superior à obtida no cultivar convencional. Resultados serão apresentados nesta terça-feira (14-08), às 14h, no Espaço Abrapa, no VI Congresso Brasileiro dos Produtores de Algodão, em Uberlândia (MG)

Experimentos conduzidos pelo time de Desenvolvimento Tecnológico da Monsanto com algodão Bollgard® em lavouras de agricultores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás e São Paulo, para comparar o controle dos lepidópteros-pragas que infestam as lavouras do algodoeiro, mostraram que o Bollgard® foi altamente eficiente no controle do curuquerê (Alabama argillacea), lagarta-das-maçãs (Heliothis virescens) e lagarta-rosada (Pectinophora gossypiella), sem a necessidade de pulverizações para a proteção contra o ataque dessas três pragas, da ordem lepidóptera.

Nos ensaios, Bollgard® foi testado sem a aplicação de inseticidas voltados para as lagartas-alvo (curuquerê, lagarta-das-maçãs e lagarta-rosada), enquanto o algodão convencional recebeu inseticidas para todas as pragas. Cada parcela consistia em três hectares plantados com cada tratamento, a flutuação populacional das pragas foi registrada em planilha de Manejo Integrado de Pragas (MIP) e as pulverizações foram feitas quando a população de insetos atingia o nível de dano econômico.

“Para o controle de outras lagartas-pragas não-alvo de Bollgard ® foram feitas, em média, quatro aplicações em algodão Bollgard® e para controle de todas as lagartas da cultura convencional foram feitas 19 pulverizações na cultura convencional. As demais pragas que infestaram as parcelas dos experimentos foram controladas por pulverizações de inseticidas ou acaricidas, tanto em Bollgard® quanto em algodão convencional. E a produtividade média de Bollgard® foi 7% superior à obtida no cultivar convencional pulverizado com inseticidas”, relata Fabiano Ferreira, gerente técnico de algodão da Monsanto que liderou o trabalho. As informações são da assessoria de imprensa da Monsanto.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink