Expointer mantém vigor e tem 6.146 animais inscritos

Agronegócio

Expointer mantém vigor e tem 6.146 animais inscritos

Governo do RS confia em recuperação, mas não espera bater faturamento
Por:
308 acessos

Sepultando o temor que os resquícios da crise internacional pudessem afetar negativamente o número de animais da Expointer 2009, o governo do Estado anunciou ontem a inscrição de 6.146 exemplares de elite, praticamente repetindo 2008, quando foram registrados 6.142. O total ainda mudará, pois o cadastro dos rústicos só termina em 7 de agosto. Desde 2003, o número não oscila significativamente por limitações estruturais do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, que, neste ano, abrigará a mostra de 29 de agosto e 6 de setembro.

Ao longo dos últimos anos, ovinocultores, que dispõem de 800 vagas, são os que mais têm improvisado para driblar a falta de espaço. Neste ano, com a montagem de uma estrutura para cem ovinos pelo Estado e a retirada de divisórias das estruturas existentes, o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos, Paulo Schwab, espera que não seja necessário corte nos 998 inscritos.

O secretário da Agricultura, João Carlos Machado, está confiante em um ambiente favorável, mas não acredita que seja possível superar os negócios fechados em 2008, quando a venda de animais e máquinas somou R$ 383,53 milhões. 'Havia preocupação com a conjuntura mundial, que prejudicou outros eventos agropecuários, onde houve diminuição do número de animais. Temíamos que isso acontecesse também na Expointer, mas não foi o caso.' Normalmente, animais de fora do Estado representam cerca de 10% dos inscritos. Mas, segundo o chefe de Exposições e Feiras da Secretaria da Agricultura, José Arthur de Abreu Martins, esse número será fechado até o lançamento oficial da mostra, em 4 de agosto.

Entre as novidades da Expointer 2009 estão os bovinos Caracu, raça europeia de dupla aptidão (leite e corte) que retorna após ausência de 11 anos, causada por restrições sanitárias e desarticulação. Foram inscritos 14 animais do Paraná, um dos estados com maior concentração do rebanho da raça. No Rio Grande do Sul, há apenas duas propriedades registradas, nos municípios de São Francisco de Paula e Santo Ângelo. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Caracu, Guaraci Campos Araújo, nos últimos tempos, a raça voltou seu foco para produção de carne, utilizando o rebanho para o cruzamento com bovinos Hereford e Angus.

Números da feira

O maior crescimento

Alta de 140% na Pardo Suíço leite, com 12 animais frente aos cinco de 2008

A maior redução

Queda de 100% na participação da Lincon Red, que não irá à feira neste ano

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink