Exportação de açúcar impulsiona movimentação recorde em Santos

Agronegócio

Exportação de açúcar impulsiona movimentação recorde em Santos

Entre janeiro e outubro deste ano, mais de 17,4 milhões de toneladas passaram pelo porto
Por: -Aerton Guimarães
1504 acessos

A alta na demanda internacional pelo açúcar brasileiro tem influenciado diretamente a movimentação no Porto de Santos, principal pólo exportador do produto no país. Entre janeiro e outubro deste ano, mais de 17,4 milhões de toneladas passaram pelo porto, acréscimo de 23,1% em relação ao mesmo período de 2009.

“Problemas com a produção do açúcar em países como Tailândia, Índia e Rússia provocaram uma demanda muito grande do nosso produto. Além disso, o mercado de granéis, contêineres e commodities também está crescendo. Sem falar na desvalorização do dólar, que influencia bastante na movimentação do porto”, explicou o presidente do Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado de São Paulo (Sindamar) e vice-presidente da Federação Nacional das Agências de Navegação Marítima (Fenamar), José Roque.

Outubro de 2010 entra para a história do Porto de Santos como o mês com a maior movimentação de cargas já registrada no local: 9.494 milhões de toneladas. Mas se o ritmo de crescimento se mantiver, nos próximos meses esse recorde deve ser ultrapassado, mais uma vez.

Apenas neste ano, o porto teve as cinco maiores movimentações de carga de sua história. Em comparação com outubro de 2009, o crescimento foi de 22,9%. Nos dez primeiros meses do ano, o acumulado totaliza pouco mais de 81 milhões de toneladas, aumento de 17,8% em relação ao ano anterior.

Importações e exportações

O principal produto movimentado no Porto, o açúcar, ganhou espaço. Só em outubro, foram exportadas mais de 2,5 milhões de toneladas, um salto de 38% se comparado com o mesmo mês do ano passado. Entre janeiro e outubro, as exportações de todos os produtos em Santos subiram 9,3%.

As importações, por sua vez, cresceram 40,4% no período analisado. O carvão, enxofre e adubo foram os produtos de maior tonelagem operados.

Como consequência do crescimento, em diversos momentos ao longo do ano houve engarrafamento de caminhões. “O CAP (Conselho de Autoridade Portuária), Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo) e entidades de classe estão se empenhando para eliminar os gargalos dos caminhões.

Houve uma demanda muito grande com o embarque do açúcar e não havia um regramento com referência ao carregamento dos caminhões. As chuvas também atrapalharam, pois quando chove, não há como operar o navio que carregará o açúcar, o que prolongou ainda mais as filas de espera dos veículos”, informou Roque.

Trimestre registra alta de 20%

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) divulgou, na semana passada, boletim apontando crescimento de 21,9% na movimentação portuária em todo o país no terceiro trimestre do ano.

De acordo com a Antaq, entre janeiro e setembro deste ano, o total movimentado chegou a 558 milhões de toneladas, 100 milhões a mais do que o acumulado em 2009. Nesse período, o Porto de Santos foi responsável por 38% da carga movimentada pelos portos brasileiros. Logo em seguida vem o de Paranaguá, com 15,5%, e o Porto de Rio Grande, com 8% do total.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink