Exportação de açúcar rende 19% menos até setembro

Agronegócio

Exportação de açúcar rende 19% menos até setembro

O valor médio pago pela tonelada embarcado pelo Brasil caiu de US$ 329,9 a tonelada, entre janeiro e setembro de 2006, para US$ 267,9 no mesmo período deste ano
Por:
96 acessos

Mesmo com boa fixação de contratos na época dos preços altos, o exportador de açúcar brasileiro perdeu 19% em receita neste ano. O valor médio pago pela tonelada do açúcar embarcado pelo Brasil caiu de US$ 329,9 a tonelada, entre janeiro e setembro de 2006, para US$ 267,9 no mesmo período deste ano. No entanto, a redução está modesta se comparada ao recuo dos preços internacionais da commodity na Bolsa de Nova York (Nybot). A média das cotações na bolsa americana entre janeiro e setembro do ano passado foi de US$ 15,66 centavos de dólar por libra-peso, ante a média de US$ 9,36 do mesmo período de 2007, recuo de 40%, ou seja, duas vezes mais intenso do que a receita brasileira com exportação do produto, segundo a Safras & Mercado.

Para o especialista Gil Barabach, a diferença pode ser explicada por uma boa fixação de preços em contratos por usinas e tradings durante o período em que os preços ainda estavam atrativos (até o início deste ano). "Houve hedge eficiente pois o preço estava alto e o setor já vislumbrava a baixa deste ano. Isso significa que os preços atuais não representam o valor real recebido pelo usineiro", diz.

No entanto, com a atual taxa de câmbio, os preços recebidos deveriam estar, pelo menos, 20% superiores para remunerar a atividade, segundo Júlio Maria Borges, da JOB Consultoria. "Esse nível de preço cobre somente as despesas operacionais", avalia Borges.

Em quantidades, os embarques cresceram 16,6%, puxados por compras antecipadas dos importadores russos, temerosos com a possibilidade de aumento da taxa de importação, segundo Rodrigo Martini, da FCStone. Entre janeiro e setembro foram 14,37 milhões de toneladas, ante as 12,32 milhões de igual período de 2006 (bruto e refinado).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink