Exportação de agrícolas tem queda de 20% em julho

Agronegócio

Exportação de agrícolas tem queda de 20% em julho

De acordo com o governo, as exportações de açúcar continuam ocupando lugar de destaque na balança comercial
Por:
258 acessos

As exportações de produtos agrícolas renderam US$ 6,287 bilhões no mês de julho de 2009, o que significou uma queda de 20,7% em relação a julho de 2008, informou o Ministério da Agricultura. As importações também caíram. A queda foi de 29,5% em relação a julho do ano passado, para US$ 795,9 milhões. Os técnicos do ministério minimizaram a queda e lembraram que julho de 2008 - usado como base de comparação - foi o mês que registrou o maior valor exportado da série histórica, que teve início em 1989.

De acordo com o governo, as exportações de açúcar continuam ocupando lugar de destaque na balança comercial do agronegócio. Os embarques desse produto no mês passado renderam US$ 761 milhões - um aumento de 35,1% em relação a julho de 2008. O crescimento dessas exportações é resultado da elevação de 19,1% nos preços no mercado internacional e de 13,4% na quantidade embarcada. As exportações de álcool recuaram, em dólares, 37,7%, totalizando US$ 175 milhões - resultado da queda de 18,3% na quantidade exportada e de 23,7% no preço.

Segundo o Ministério da Agricultura, o açúcar brasileiro está ganhando espaço no mercado internacional por causa da quebra de safra na Índia. As exportações para aquele país, no mês passado, cresceram 200% em relação a julho de 2008. No total, as vendas externas do complexo sucroalcooleiro passaram de US$ 844 milhões para US$ 936 milhões, na comparação entre os meses de julho de 2008 e 2009.

Além da Índia, tiveram variações positivas nas exportações brasileiras as compras feitas por Tailândia (126,1%), Indonésia (77,5%), Emirados Árabes Unidos (77,3%) e Coreia do Sul (74,7%). O Oriente Médio (7,2%) e a África (0,3%) foram as regiões que também apresentaram aumento nas vendas brasileiras, em julho.

Já a compra de produtos no exterior teve redução, em reais, de 14,4%, isto é, de R$ 1,8 bilhão para R$ 1,54 bilhão. Em dólar, a variação negativa foi de 29,6% em julho de 2009, comparada ao resultado de julho do ano anterior, passando de US$ 1,129 bilhão para US$ 795 milhões. Os gastos com a importação de trigo representaram mais de 15% do total - de US$ 208 milhões, em julho de 2008, para US$ 87 milhões, em julho de 2009. Isso significou uma queda de 37,6% na quantidade importada e uma redução de 33,2% no preço médio. Os valores importados de arroz e milho aumentaram 38,6% e 63,1%, respectivamente.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink