Exportação de carne de frango rende menos que há um ano; e não só em US$

Agronegócio

Exportação de carne de frango rende menos que há um ano; e não só em US$

A carne de frango in natura exportada pelo Brasil viu seu preço médio recuar quase um quarto em relação ao valor alcançado um ano antes
Por:
363 acessos

Quando, perto de um ano atrás (outubro de 2015), a carne de frango in natura exportada pelo Brasil viu seu preço médio recuar quase um quarto em relação ao valor alcançado um ano antes (de US$1.946,91/t para US$1.515,86/t – mais de 22% de redução), o fato não causou preocupação ao setor exportador.

Porque, em essência, a valorização do dólar neutralizava totalmente as eventuais perdas que poderiam recair em moeda brasileira. Até pelo contrário, por sinal. Pois, por exemplo, naquele mesmo outubro, a carne de frango in natura exportada no mês alcançou, em real, valor 23% superior ao de um ano antes, ou seja, aumentou de [cerca de] R$4.770/t para [cerca de] R$5.870/t.

Mas, com a recuperação da moeda brasileira esse cenário começou a sofrer radical transformação, ainda que a partir de fevereiro tenha (aparentemente) se reiniciado novo ciclo de alta do produto in natura no mercado internacional. 

Como resultado dessa recuperação, o preço médio externo registrado no último mês de julho ficou menos de 5% abaixo do alcançado um ano antes - o menor índice negativo dos últimos 18 meses. 

Mas a desvalorização do dólar foi mais forte e os efeitos internos mais deletérios. A ponto de o preço recebido em reais ter apresentado evolução negativa em relação a julho de 2015. Ou seja: o que, um ano antes, foi negociado por R$5.381/t, não chegou, agora, a R$5.200/t, enfrentando mais de 3% de redução.

O índice de queda é, à primeira vista, pequeno. Mas, frente à inflação acentuada, a um aumento de custos que varia entre 30% e 40% e a um mercado interno incapaz de remunerar adequadamente o produto, o resultado é decepcionante. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink