Exportação de frango é recorde no PR

Agronegócio

Exportação de frango é recorde no PR

A indústria avícola do Paraná seguiu a tendência nacional e bateu novo recorde de exportações no primeiro semestre de 2007
Por:
186 acessos

Apesar da greve dos fiscais agropecuários em junho, a indústria avícola do Paraná seguiu a tendência nacional e bateu novo recorde de exportações no primeiro semestre de 2007, com uma receita de US$ 538,5 milhões, alta de 41,93% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo dados divulgados pelo Sindicato das Indústrias dos Produtos Avícolas do Paraná (Sindiavipar), o desempenho em volume foi 13,11% superior a 2005, considerado o melhor ano da história do setor. Nos primeiros seis meses de 2007, os embarques alcançaram 401,1 mil toneladas de frango de corte, 21,25% acima do registrado no primeiro semestre de 2006.

O desempenho só não foi melhor, segundo Domingos Martins, presidente do Sindiavipar, porque no mês de junho as exportações tiveram uma redução de 18,12% no volume, prejudicadas pela paralisação dos fiscais federais agropecuários. Mesmo assim, o forte ritmo esperado para os próximos meses deve fazer o estado encerrar, pelo segundo ano consecutivo, na liderança de vendas externas, à frente de Santa Catarina. Até junho, o Paraná se mantinha na segunda posição, com 25,79% de participação.

"A tendência de alta nas vendas do Paraná indica que o estado encerrará o ano novamente como o maior produtor e exportador de frango de corte do País", aposta. Com o resultado no semestre, Martins diz que o setor deve revisar de 15% para até 22% a previsão de crescimento para 2007. Além do aumento da demanda internacional - os principais compradores do frango paranaense são Oriente Médio e Japão - , a alta dos preços internacionais, que tiveram reajustes de até 30% em relação a 2006, também tem impulsionado o crescimento. A comercialização de produtos industrializados (de maior valor agregado) e a conquista de novos mercados, como África, também refletiram nos números do setor.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink