Exportação de milho dos EUA caem para mínimas
CI
Imagem: Pixabay
MERCADO

Exportação de milho dos EUA caem para mínimas

O total teria sido maior, mas um país sem nome cancelou cargas de 143.5000 toneladas
Por: -Leonardo Gottems

As vendas de exportação de milho e feijão caíram para mínimos do ano de comercialização na semana passada, enquanto as vendas de trigo foram modestamente mais altas, de acordo com dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). As vendas de milho nos sete dias que terminaram em 23 de junho foram relatadas em 88.800 toneladas, a menor desde o ano de comercialização de 2021-2022, iniciado em 1º de setembro, informou a agência em um relatório.

Isso é uma queda de 87% em relação à semana anterior e 72% em relação à média anterior de quatro semanas. O Japão foi o grande comprador com 191.900 toneladas, seguido pela Coreia do Sul com 68.600 toneladas e Arábia Saudita com 30.000 toneladas. A Colômbia comprou 16.900 toneladas de milho dos EUA e El Salvador comprou 15.000 toneladas, informou o USDA.

O total teria sido maior, mas um país sem nome cancelou cargas de 143.5000 toneladas, Taiwan vetou 61.100 toneladas, o México cancelou 33.200 toneladas e o Panamá cortou um pedido de 22.900 toneladas. As vendas para o ano comercial de 2022-2023, que começa em 1º de setembro, totalizaram 119.300 toneladas, e as exportações da semana aumentaram 9%, para 1,25 milhão de toneladas.

As vendas de soja ficaram negativas em 120.200 toneladas, também a menor para o ano de comercialização, contra vendas de 29.300 toneladas na semana anterior, disse o USDA. A Holanda levou 149.000 toneladas, o Japão ficou com 49.000 toneladas, o Canadá comprou 19.800 toneladas, a Costa Rica comprou 16.800 toneladas e a China ficou com 16.400 toneladas.

As compras, no entanto, foram mais do que compensadas por cancelamentos de 288.400 toneladas por um país desconhecido, 55.000 toneladas pelo Paquistão e 46.000 toneladas pela Itália, disse a agência. Para o ano comercial de 2022-2023, as vendas foram relatadas em 127.600 toneladas e as exportações da semana aumentaram 5%, para 517.700 toneladas, mostram dados do governo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.