Exportação de ovo fértil aumentou 60% no 1º semestre
CI
Agronegócio

Exportação de ovo fértil aumentou 60% no 1º semestre

Exportações mantêm ritmo dos mais acelerados
Por:

Embora tenham sofrido decréscimo em junho (comparativamente ao mês anterior), as exportações brasileiras de ovos férteis destinados à produção mantêm ritmo dos mais acelerados.

Em junho, fechando o primeiro semestre de 2014, foram exportadas 14,470 milhões de unidades do produto, volume 10,4% menor que o registrado em maio/14 – 16,142 milhões de unidades, até agora o maior volume do ano e dos últimos 25 meses. 

Porém, em relação ao que foi registrado um ano antes, em junho de 2013, as exportações de ovos férteis quase que dobraram (aumento próximo de 92%), como já havia ocorrido no mês anterior.

Em função desse desempenho, o volume acumulado no primeiro semestre de 2014 foi cerca de 60% maior que o registrado um ano antes, ao passo que o total dos 12 meses encerrados em junho de 2014 aumentou pouco mais de 36%.

Mantida, neste semestre, a média registrada nos seis primeiros meses do ano, as exportações de ovos férteis de 2014 irão chegar aos 167 milhões de unidades, aumentando acima de 50% em relação a 2013.

No mercado internacional há demanda para mais – informa o setor produtivo. Mas a produção limitada e o consumo interno firme dificultam o atendimento de toda a procura externa. Assim, a tendência, por ora, é de manter-se o volume registrado no primeiro semestre.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink