Exportação de soja do Brasil vista em recorde para março
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,162 (0,92%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)


Agronegócio

Exportação de soja do Brasil vista em recorde para março

Aumento foi por conta de forte demanda da China
Por:
685 acessos
As exportações de soja do Brasil estão aceleradas em março e deverão fechar o mês no maior volume da história para o período, por conta de uma forte demanda da China e com o mercado sendo beneficiado por uma colheita antecipada este ano, avaliou a consultoria agrícola Informa Economics FNP.


O Brasil, segundo produtor global de soja, que poderá superar os Estados Unidos na exportação do grão na temporada 2011/12 , está no início do período de embarques mais fortes da oleaginosa.

De acordo com a programação de navios nos portos brasileiros, há quase 7 milhões de toneladas para serem embarcadas, disse o analista da consultoria Aedson Pereira. Esse volume considera também exportações que deverão ficar para abril.

"Creio que não sairá tudo... Porém 4 milhões de toneladas ou um pouco acima disso, pode sair. E também estamos vendo boa demanda para exportação de farelo", disse Pereira. "Vai ser recorde para março."

Em março do ano passado, o Brasil exportou 2,7 milhões de toneladas de soja, de acordo com dados oficiais compilados pela Abiove, a associação da indústria.

Nos últimos anos, o maior volume exportado em março foi registrado em 2010, quando o país embarcou 3 milhões de toneladas.

"As compras da China voltaram a dar uma estilingada", comentou Pereira.

Do total da soja programada para ser embarcada, aproximadamente metade, ou 3,5 milhões de toneladas, terá como destino a China, maior importador global, observou o consultor.

Os embarques só não são maiores porque a safra brasileira será inferior às expectativas iniciais, por conta de uma seca no Sul do Brasil. Algumas estimativas privadas indicam uma produção entre 66 e 67 milhões de toneladas, ante mais de 75 milhões de toneladas no ano anterior.


"Tivemos o avanço rápido da colheita, mas a quebra minimiza a oferta, é um cenário de muita adrenalina...", disse Pereira, citando uma disputa por processadoras e tradings pela soja.

(Por Roberto Samora)

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink