Exportações baianas crescem 46% em novembro em patamar histórico
CI
Agronegócio

Exportações baianas crescem 46% em novembro em patamar histórico

Na agricultura, algodão teve o maior crescimento - 120%
Por:
As exportações baianas alcançaram US$ 990,8 milhões em novembro, o que representa um crescimento de 46% em relação ao mesmo mês de 2010. Com esse número, as vendas externas da Bahia alcançaram, no período de janeiro a novembro, US$ 10,1 bilhões, recorde histórico do comércio exterior baiano. As informações são da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).


Até o final do ano, as exportações baianas deverão chegar a US$ 11 bilhões, atingindo novo patamar histórico e contribuindo fortemente para a expansão da atividade econômica do estado. Preços em alta, sobretudo das commodities (crescimento de 22,1%); expansão da safra de grãos do estado (+12,7%) e demanda aquecida vinda dos países emergentes da Ásia e da América Latina garantiram o bom desempenho.

Os setores com melhores desempenhos no ano são o de minerais, como resultado da incorporação de novos produtos como o níquel, com crescimento de 353%; algodão com crescimento de 120%; o setor metalúrgico cobre à frente com expansão de 47%; café (43%); petróleo (42%) e soja (39%). A liderança em vendas é do setor de petróleo e derivados, com US$ 1,36 bilhão, seguido do setor petroquímico, com US$ 1,66 bilhão, e de papel e celulose, com US$1,65 bilhão.


Com relação aos destinos das exportações, os maiores mercados até novembro foram a Argentina, que, com compras de US$ 1,36 bilhão e crescimento de 35,6%, assume de forma inédita a liderança, seguido pela China, com 23,2% de incremento, e os EUA, com 0,5%.

Importações – Com relação às importações, o resultado no mês passado (US$ 669,1 milhões) também foi superior em 5,8% ao mesmo mês do ano anterior, mas apresenta desaceleração desde setembro, devido à contração da produção industrial e ao crescimento menor da economia.


Até novembro, as importações chegam a US$ 7,2 bilhões, com crescimento de 16,4%. Nafta, automóveis, minério de cobre, fertilizantes e trigo foram os principais produtos comprados pelo estado no exterior.

Com os resultados de novembro, o saldo da balança comercial da Bahia no ano atinge US$ 2,87 bilhões, 51,3% acima de igual período de 2010.



Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.