Exportações brasileiras de mel crescem 14.000% em três anos
CI
Agronegócio

Exportações brasileiras de mel crescem 14.000% em três anos

Por: -Admin

A apicultura brasileira vem aumentando significativamente o volume de embarques a cada ano. As exportações brasileiras de mel atingiram, no período de 2000 a 2003, um incremento de 14.000% em valor, saltando de US$ 231 mil para US$ 45,5 milhões. Os dados são Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em 2003, o Brasil exportou 19,3 mil toneladas de mel, sendo que, deste total, 10,6 mil toneladas destinaram-se ao mercado alemão e 6,8 mil toneladas ao mercado americano.

Para avaliar as perspectivas de crescimento e a situação da apicultura no Brasil e no exterior estarão reunidos, a partir desta terça-feira (18-05), em Natal, no Rio Grande do Norte, cerca de 3 mil técnicos, estudiosos e especialistas na cadeia produtiva do mel para participar do XV Congresso Brasileiro de Apicultura.

A Confederação Brasileira de Apicultura (CBA) estima que a produção de mel no Brasil tenha atingido 25 mil toneladas em 2003. O Estado de São Paulo é o maior produtor para exportação. São 6,3 mil toneladas de mel, seguido por Santa Catarina, com 4 mil toneladas, Piauí, com 3 mil, e Ceará com 2,3 mil toneladas de mel.

Ainda segundo dados da CBA, existe no país cerca de 4 milhões de colméias e aproximadamente 500 mil apicultores. O presidente da entidade, Joail Humberto Rocha, acredita que apenas 40% deles realizam manejo correto do mel e somente 15% vivem exclusivamente da profissão. “Há uma preocupação muito grande com a pureza do produto e, principalmente, com a qualidade higiênica de processamento do mel”, disse.

Rocha lembra que a China, maior produtora mundial de mel, foi proibida, em 2001, de exportar sua produção por ter utilizado agrotóxicos e antibióticos. “Com isso, outros países ganharam visibilidade e o Brasil foi um deles. Mas também tivemos que ficar mais atentos à busca e manutenção da qualidade do produto final”, disse.

Além de debater temas importantes para a apicultura mundial, como economia e meio ambiente, sistemas de produção sustentáveis, apicultura racional e orgânica, padrão de qualidade dos produtos da abelha e equipamentos apícolas, o evento também é uma oportunidade para a realização de negócios, já que estarão presentes representantes de entidades privadas e governamentais, nacionais e internacionais, que atuam no segmento.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink