Exportações de carne bovina não estão reagindo, diz Abrafrigo

Agronegócio

Exportações de carne bovina não estão reagindo, diz Abrafrigo

3º mês consecutivo de queda ante 2015
Por: -Leonardo Gottems
783 acessos

O Brasil exportou 115.762 toneladas de carne bovina (processada e in natura) em setembro, o que representou um leve aumento em relação a agosto (108.128 toneladas). No entanto, o resultado marcou o terceiro mês consecutivo de queda na comparação com o desempenho das vendas externas do ano passado, aponta a Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos).

No acumulado de janeiro a setembro de 2016, o total exportado apresenta ainda um leve crescimento de 7% - de 976.965 toneladas em 2015 contra 1.042.457 toneladas em 2016. “O problema principal, no entanto, está nos preços obtidos: nas receitas em dólar as exportações de 2015 alcançaram a US$ 4,2 bilhões enquanto que em 1916 estacionaram em US$ 4 bilhões, ou seja: uma redução de 4% na entrada de divisas”, afirma a Abrafrigo.

A cidade-estado Hong Kong (porta de entrada do mercado chinês) segue como maior importador da carne bovina brasileira, com 222.568 toneladas em nove meses de 2016. Na segunda posição está o Egito, com aquisições de 162.766 toneladas em 2016, e na terceira posição está a China continental que elevou suas aquisições para 111.172 toneladas em 2016. No total, as aquisições chinesas via Hong Kong e continente já representam 32% da comercialização de carne bovina brasileira no exterior.

Na quarta posição está a Rússia que diminuiu suas importações de 136.743 toneladas em 2015 para 103.892 toneladas nos nove primeiros meses do ano, menos 24% na quantidade e menos 34% na receita de US$ 298,2 milhões. Conforme os dados da Abrafrigo, no período de janeiro a setembro, 69 países importadores aumentaram suas aquisições do produto brasileiro enquanto que outros 80 diminuíram suas compras.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink