Exportações de carnes bovinas crescem 148% no MT

Agronegócio

Exportações de carnes bovinas crescem 148% no MT

Até mesmo as vendas ao mercado russo revelam incremento de 173%
Por: -Marianna Peres
1 acessos

As exportações mato-grossenses de carnes bovinas fecharam 2006 com saldo positivo, tanto em cifras quanto em volumes negociados. Na comparação com o realizado em 2005, as vendas externas no ano passado somaram US$ 538,54 milhões, contra US$ 216,38 milhões, incremento de 148,89%. Em volume físico, as toneladas comercializadas estão 105,25% maiores.

A boa notícia é observada também no saldo das vendas ao mercado russo. Mesmo com a suspensão do embargo a Mato Grosso em agosto de 2006, após quase dez meses de restrições, o comércio entre a Rússia e Mato Grosso registra crescimento de mais de 173% em relação aos volumes dos doze meses de 2005. A carne bovina somou US$ 132,14 milhões, contra US$ 48,34 milhões acumulados de janeiro a dezembro de 2005. Em toneladas a alta chega a 111,28%. Os números foram apresentados pela Associação das Brasileiras das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

A evolução nas relações comerciais entre o Estado e os russos já podia ser observada desde outubro do ano passado, três meses após a retomada do comércio. Naquela ocasião as exportações de carne bovina in natura para os russos – maior consumidor mato-grossense - tinham aumentado 89,89%, em relação a igual período do ano passado (janeiro a outubro de 2005 contra 2006). Foram 52,56 mil toneladas (t), contra 27,68 mil.

No saldo de 2006, as exportações de carne bovina in natura para a Rússia totalizam US$ 129,90 milhões e 77,10 mil/t. O ano de 2005 fechou com um volume de negócios em US$ 48,34 milhões para 37,16 mil/t.

As exportações bovinas in natura em geral somam US$ 493,92 milhões e 269,70 mil toneladas, crescimento de 178,68% e 128,24%, respectivamente. Já as carnes industrializadas, fecham 2006 com queda de 5% no volume de negócios e no físico. Já os miúdos bovinos tiveram incremento de vendas de 164,88%.

Em 2006 o mercado russo passou a comprar miúdos bovinos de Mato Grosso. As vendas somaram US$ 2,24 milhões, para as mais de 1,4 mil/t comercializadas.

De acordo com a Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), Mato Grosso fechou 2006 com recorde em exportações, atingindo US$ 4,33 bilhões. As cifras representam um aumento de 5,2% em relação às vendas externas contabilizadas no exercício 2005 (US$ 4,15 bilhões).

Durante o ano de 2006, o complexo carnes (bovina, suína e aves) assumiu o segundo lugar da pauta estadual, perdendo apenas para o complexo soja (grão, farelo e óleo), respondendo até novembro de 2006 por 14% das exportações mato-grossenses. Até ontem, o Centro Internacional de Negócios (CIN), da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt) estava finalizando as análises de todos os itens da pauta estadual do ano passado, dados que devem ser divulgados no início da próxima semana.

Acumulado - As exportações totais de carnes até novembro/06 totalizavam US$ 570,68 milhões com crescimento espetacular de 119% em valor, comparado ao mesmo acumulado de 2005, por conta, basicamente das vendas externas de carne bovina, que foram de US$ 492 milhões, com aumento de 158% em valor e de 117% em volume físico, por conta do aumento de 19% nos preços em dólar no período considerado.

Conforme observa o CIN, essas consecutivas altas observadas no complexo carne são reflexos dos embargos às exportações de carnes de Mato Grosso do Sul e do Paraná, para a Rússia. Os principais destinos das carnes bovinas são Rússia, Holanda, Alemanha, Suécia, Reino Unido e Itália.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink