Exportações de couros movimentaram Us$ 1,21 bilhão até julho
CI
Agronegócio

Exportações de couros movimentaram Us$ 1,21 bilhão até julho

Mantendo-se a média mensal até agora registrada, as vendas externas de couros em 2008 poderão atingir receita superior a US$ 2 bilhões
Por: -Renata
As exportações brasileiras de couros registraram US$ 1,21 bilhão nos sete meses do ano, redução de 5%, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados elaborados pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), com base no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Mantendo-se a média mensal até agora registrada, as vendas externas de couros em 2008 poderão atingir receita superior a US$ 2 bilhões. Em relação aos couros bovinos, os embarques somaram US$ 1,2 bilhão, recuando 5% ante o acumulado anterior e 15,36 milhões de unidades exportadas, volume 23% menor que janeiro a julho passado.

“Como estamos observando ao longo deste ano, a diminuição nas exportações é conseqüência da apreciação do real, que compromete o preço do couro brasileiro nos mercados internacionais, reduzindo a sua competitividade”, explica o presidente do CICB, Luiz Bittencourt.

Para minorar este contexto adverso, o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) vem pleiteando ao governo a agilização na restituição de créditos federais e estaduais retidos em operações de exportação, remoção de trâmites burocráticos, a desoneração da produção e, naturalmente, a adoção de uma política cambial que não comprometa o desempenho do comércio exterior.

No mês de julho, os principais destinos do couro brasileiro foram a China e Hong Kong, ambos com US$ 387,42 milhões – participação de 20,32% e 11,47%, com redução de 18% e 3%, respectivamente; Itália, com US$ 313 milhões (25,71% de participação e decréscimo de 9% ante 2007); e Estados Unidos (9,58% e diminuição de 14%). Os demais países que adquiriram o produto nacional foram o Vietnã, que aumentou suas compras em 116%, atingindo US$ 64 milhões, Indonésia (incremento de 14%, somando US$ 43,64 milhões), México, Alemanha, Japão e Países Baixos.

Segundo análise do CICB, o acumulado dos sete meses de 2008 também registrou significativo aumento das exportações de peças aos seguintes países: Turquia (300%, saindo de US$ 477,3 mil para US$ 1,9 milhão), Nova Zelândia (6 vezes, de US$ 52,86 mil para US$ 312,79 mil), Nigéria (17,5 vezes, saindo de US$ 9 mil ano passado para US$ 158,6 mil) e Emirados Árabes (crescimento de 730 vezes, de US$ 70 para US$ 51,1 mil).

O Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) é uma entidade federativa que representa, há 51 anos, cerca de 800 empresas de produção e processamento de couro. O complexo industrial emprega cerca de 50 mil pessoas, movimenta um PIB estimado em US$ 3,5 bilhões e recolheu impostos da ordem de US$ 1 bilhão em 2007.

Principais estados exportadores

O balanço das vendas externas dos estados brasileiros até julho deste ano, em comparação ao acumulado de 2007, indica que São Paulo continua na liderança estadual (US$ 393,9 milhões, participação de 32,35% e redução de 12%), seguido pelo Rio Grande do Sul (US$ 317,87 milhões, participação de 26,11% e crescimento de 2%), Ceará (US$ 122,71 milhões, 10% e aumento de 62%), Mato Grosso do Sul (US$ 68 milhões, 5,6% e redução de 15%). Os demais estados são Bahia (US$ 64 milhões, 5,25% e elevação de 8%), Paraná, Goiás e Minas Gerais. As informações são da assessoria de imprensa do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.