Exportações de soja triplicam em GO
CI
Agronegócio

Exportações de soja triplicam em GO

Por:

Os embarques de soja em grão e de farelo de soja, em outubro, foram os principais responsáveis pela forte recuperação das exportações realizadas a partir de Goiás, respondendo por mais da metade das vendas externas do estado. No total, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, foram exportados US$ 74,005 milhões no mês, o um aumento de 80,4% na comparação com os US$ 41,027 milhões registrados em outubro de 2001.

Como as importações aprofundaram sua tendência de queda, baixando para US$ 25,256 milhões, numa retração de 23,8%, o saldo comercial do estado cresceu mais de seis vezes em relação a outubro de 2001, passando para US$ 48,748 milhões. Em ambos os casos, a desvalorização do real diante do dólar teve larga contribuição, ao comprimir as compras e alavancar as vendas externas, ajudando a produzir o segundo melhor resultado da balança comercial neste ano, até aqui. As importações, em outubro, foram as mais baixas desde fevereiro deste ano, quando a atividade econômica estava desaquecida.

No acumulado do ano, pela primeira vez, as exportações conseguiram superar as marcas atingidas em 2001, quando as vendas externas quebraram um recorde histórico ao encerrar o exercício em US$ 595,069 milhões. Nos 10 primeiros meses deste ano, o Estado despachou para o mercado internacional um total de US$ 540,144 milhões, perto de 3% acima dos US$ 524,276 milhões embarcados entre janeiro e outubro de 2001.

As compras externas, ao contrário, desabaram 17,8%, passando de US$ 335,581 milhões para US$ 277,670 milhões. A diferença entre exportações e importação, como conseqüência, saltou de US$ 188,695 milhões nos 10 primeiros meses de 2001 para US$ 262,474 milhões em igual período deste ano, crescendo 39,1%. Os embarques de soja em grão e farelo responderam por 49,2% daquele total, ligeiramente inferior aos 50,7% registrados em 2001.

Em outubro, isoladamente, a dependência da balança comercial goiana em relação ao chamada complexo soja ampliou-se, com as vendas externas do grão e de seus derivados correspondendo a 53,6% de todas as exportações. Apenas para comparação, no mesmo mês do ano passado, aquela participação havia sido de 28,5%, já que praticamente não havia mais soja disponível para exportação, como tradicionalmente acontece nesta época do ano.

Ordens de embarque

Neste ano, a perspectiva de maiores ganhos no mercado externo estimulou a indústria a segurar as ordens de embarque. Não por coincidência, 68% das vendas, quando medidas em toneladas, foram realizados entre julho e outubro, somando 555,145 mil toneladas de soja em grão. Em outubro, as exportações do grão foram 872% maiores do que em igual mês de 2001, alcançando US$ 25,478 milhões. Em volume, considerando o mesmo mês, o crescimento foi de 797% (para 118,453 mil toneladas), diante de um preço médio de venda 8,3% maior (US$ 215,09 por tonelada métrica).

Nos dez meses de 2002, as vendas externas do grão superaram em 9,3% o desempenho registrado no mesmo período do ano passado, saindo de US$ 140,729 milhões para US$ 153,808 milhões. As indústrias destinaram ao mercado internacional 815,305 mil toneladas, apenas 3,6% a mais do que as 786,940 mil toneladas embarcadas nos primeiros 10 meses de 2001. O setor foi favorecido ainda por um incremento de 5,5% nos valores médios recebidos por tonelada exportada no período.

A despeito da reação observada nos meses mais recentes, especialmente em outubro, quando registraram um salto de 56%, as exportações de farelo de soja acumuladas neste ano ainda estão 10,4% abaixo dos números de 2001, rondando a casa dos US$ 112,203 milhões. No período, houve perda de 4,9% nos volumes embarcados e de 5,8% no preço médio de venda. Este desempenho fez com que, somadas, as exportações de soja em grão e farelo realizadas entre janeiro e outubro praticamente repetissem os dados de 2001 (US$ 266,011 milhões neste ano, diante de US$ 265,972 milhões em 2001).

Lauro Veiga Filho - Goiânia/GO


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.