Exposição começa na próxima semana


Agronegócio

Exposição começa na próxima semana

Por:
2 acessos

De 07 de abril a 02 de maio, será realizada a 3ª Expo Embrapa, uma mostra de tecnologias para a agropecuária aberta ao público. Sob a coordenação da Embrapa Arroz e Feijão e Embrapa Transferência de Tecnologia, o evento acontece no escritório de negócios da Empresa em Goiânia (GO), localizado na BR 153, quilômetro 04, saída para Anápolis (GO).

A exemplo dos anos anteriores foi montada em três hectares uma vitrine tecnológica onde estão cultivadas uma série de variedades vegetais de interesse econômico. Há, por exemplo, uma variedade de cana do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), indicada para nutrição de gado em confinamento por ser rica em açúcar e produção de folhagem.

Estão plantadas também três variedades de mandioca: o IAC 576, próprio para consumo de mesa e o IAC 12 e IAC 15, duas variedades voltadas à produção de polvilho. Do IAC, existe ainda a variedade de Uva Niagra 572. O material se mostrou promissor, quando colocado em três porta enxertos, desenvolvidos para serem resistentes às doenças e às condições próprias de cerrado. Novamente, na área de fruticultura, duas variedades de maracujá estão expostas. Uma delas destinada ao uso industrial e a outra, ao consumo in natura, ambas com alto potencial produtivo.

A Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, expõe na vitrine tecnológica variedades de soja, milho, arroz, feijão, sorgo e algodão naturalmente colorido, além de forrageiras gramíneas e leguminosas. Como o enfoque da exposição neste ano é a agricultura familiar, a Empresa está demonstrando soluções para a recuperação de solo degradado e que podem ser utilizadas em pequenas propriedades.

Em uma parcela, foram plantadas leguminosas, como a crotalária e o guandú, que funcionam como adubação verde, pois fixam o nitrogênio do ar que, ao ser incorporado ao solo, serve de nutriente para outras culturas, como milho e o arroz, em plantios subseqüentes na mesma área.

Uma outra possibilidade de exploração ecológica para as pequenas propriedades são os sistemas agroflorestais, bastante comuns na Amazônia. Nesse caso, busca-se associar espécies de árvores nativas de uma região com culturas, como o gergelim, a mamona, a abóbora e o abacaxi.

A programação do evento prevê para o dia 08 de abril a apresentação do Projeto Saúde Brasil às primeiras-damas dos municípios do entorno de Goiânia e aos extensionistas da Agência Rural (ex-Emater/GO). A iniciativa visa divulgar, junto ao público urbano, os benefícios à alimentação, proporcionados por produtos que tenham origem no campo.

Entre os dias 14 e 30 de abril, haverá duas palestras: uma sobre qualidade do leite e outra sobre a conservação pós-colheita e processamento mínimo de frutas. Dia 11 de abril, a tônica será um seminário sobre o uso da água e a conservação do solo na agricultura. A 3ª Expo Embrapa deverá contar ainda com um dia de campo, no qual serão mostradas novas variedades de tomate e tecnologias de processamento pós-colheita e embalagem de hortaliças.

03 de abril de 2003 - Área de Comunicação da Embrapa Arroz e Feijão

Jornalista: Rodrigo Peixoto - Reg. Prof.: 1.077 MTb/GO

Tel.: (62) 533-2108; e-mail: rpbarros@cnpaf.embrapa.br

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink