Expressão de Ecologia
CI
Agronegócio

Expressão de Ecologia

O Comitê Regional da Suinocultura da Região do Alto Uruguai Catarinense receberá troféu
Por:

O Comitê Regional da Suinocultura da Região do Alto Uruguai Catarinense (Amauc)-Consórcio Lambari, receberá na próxima sexta-feira, 27, o troféu Onda Verde do 17° Prêmio Expressão de Ecologia, na categoria Agropecuária – Setor Público com o trabalho de “Adequação Ambiental da Suinocultura da Região da Amauc”. A solenidade irá acontecer, a partir das 13h30, no auditório Egon Freitag, localizado na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - Fiesc, em Florianópolis (SC).

O trabalho do Comitê destaca-se por uma série de aspectos, entre os quais o envolvimento de cerca de três mil suinocultores, adoção de abordagens participativas e o envolvimento de entidades públicas, privadas e do terceiro setor que já completa mais de oito anos ininterruptos de atividades. Além disso, o Comitê abriu espaço para vincular os problemas ambientais com as questões sócio econômicas que afetam a atividade rural. Entre os resultados alcançados pelo comitê estão o incentivo ao licenciamento ambiental e a instalação de composteiras para dar o destino correto aos animais mortos em 2090 propriedades suinícolas, a recomposição de 200 hectares de mata ciliar, a redução de 10% do consumo da água nas propriedades licenciadas e a melhoria comprovada na qualidade da água dos rios da região.

São parceiros no Comitê Regional da Suinocultura, a Associação Catarinense dos Criadores de Suínos (ACCS), Embrapa Suínos e Aves (Concórdia/SC), Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados de Santa Catarina (Sindicarne), Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina S/A (Epagri) e Consórcio Ambiental Lambari.

Representarão o Comitê na cerimônia, o presidente da ACCS e Coordenador do Comitê Regional da Suinocultura, Losivanio Luiz de Lorenzi, o secretário do comitê, o biólogo Gentil Bonêz, e ainda, representando a Embrapa Suínos e Aves, Claudio Rocha de Miranda, a Epagri, Zemiro Massotti e o Sindicarne, Herbert Hepp Júnior.

Sobre o prêmio – O Prêmio Expressão de Ecologia foi criado em 1993, pela Editora Expressão, e tem como objetivo a divulgação dos esforços de empresas e instituições no sentido de diminuir os impactos da poluição no meio ambiente e contribuir para a conservação dos recursos naturais e o desenvolvimento da consciência ambiental.

A ideia do prêmio era divulgar as ações ambientais das empresas e incentivar que outras seguissem o mesmo caminho. Os organizadores estimavam que o prêmio se esgotasse em cinco anos, quando os melhores cases fossem premiados. Porém, o Prêmio Expressão de Ecologia surpreendeu e além de tornar-se o maior do país no segmento empresarial, mesclou-se com o aumento de conscientização dos empresários e novas ações ambientais explodiram, como educação ambiental, gestão, manejo florestal, reciclagem, aterros industriais, maior mobilização de prefeituras e ONGs. Houve uma grande evolução na qualidade dos trabalhos apresentados pelas empresas. Em dezessete anos de realização, o prêmio registrou 1.521 cases inscritos, das principais empresas, ONGs, prefeituras e entidades da região Sul. Ao contrário da previsão inicial, o prêmio bate recordes de inscrições a cada ano e seus eventos de premiação tornaram-se ponto de referência da comunidade sulista.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink