Extensionistas são capacitados em Sistemas Agroflorestais

Agronegócio

Extensionistas são capacitados em Sistemas Agroflorestais

Emater/RS-Ascar de Soledade participaram de uma capacitação sobre Sistemas Agroflorestais de Base Ecológica
Por:
406 acessos

Extensionistas da região administrativa da Emater/RS-Ascar de Soledade participaram, entre os dias 27 a 30 de junho, no Centro de Formação de Agricultores da Instituição em Montenegro, de uma capacitação sobre Sistemas Agroflorestais de Base Ecológica. A atividade foi coordenada pelos assistentes técnico regional de Soledade e estadual da área de Recursos Naturais, José Cláudio Secchi Motta e Antônio Carlos Borba, sendo a participação dos extensionistas por livre adesão. Também participaram da atividade técnicos das regiões administrativas de Lajeado, Frederico Westphalen e Erechim.

Durante a capacitação, foram abordadas as experiências em Sistemas Agroflorestais desenvolvidos nas regiões administrativas da Emater/RS-Ascar de Porto Alegre e Santa Maria, e também pelo técnico em agropecuária do Escritório Municipal da Instituição em Candelária, Sanderlei Pereira, que falou sobre a experiência desenvolvida no município. Além da participação de professores das Universidades Federais de Santa Maria (UFSM) e da Fronteira Sul (UFFS) ? campus de Chapecó, pesquisadores da Embrapa Clima Temperado, integrantes do Centro de Tecnologias Alternativas Populares (Cetap) de Passo Fundo e da Cooperativa dos Citricultores Ecológicos do Vale do Caí (Ecocitrus), que apresentaram diferentes alternativas de implantação, manejo e beneficiamento dos produtos das agroflorestas madeiráveis (lenha) e não-madeiráveis (alimentares, frutas e grãos).

O grupo presente participou de uma palestra sobre "Sistemas Agroflorestais e a possibilidade de certificação agroflorestal", como possibilidade de segurança jurídica para a execução das práticas de desrramas, desbastes e anelamento de árvores nas propriedades dos agricultores, ministrada pelos técnicos do Departamento de Biodiversidade da Secretaria Estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema). Foi abordado também o Programa de Regularização Ambiental, etapa posterior ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), para a recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal, utilizando o uso dos sistemas agroflorestais para integrar os objetivos de conservação e recuperação ambiental, com a possibilidade de incremento de renda, produção de alimentos e serviços ambientais. 

Ainda foram realizadas atividades práticas, com duas visitas às propriedades de agricultores associados da Ecocitrus, localizadas nos municípios de Montenegro e Tupandi, que praticam o manejo agroflorestal em suas propriedades rurais para a produção de citros orgânicos. 

Segundo Borba, a avaliação do evento foi positiva por permitir a integração interinstitucional. "Pudemos observar a visão das diferentes instituições presentes sobre o tema, tanto sobre a abordagem técnica, como a organização dos agricultores. Tivemos uma visão ampla sobre a aplicabilidade desse sistema de uso da terra para a produção de fibras, energia e alimento, em consonância com a conservação ambiental", frisa.

A ação foi realizada em parceria entre a Emater/RS-Ascar e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), por meio de um projeto do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para a formação de agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural Social (ATERS).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink