Faeg participa do lançamento da 6ª Conferência Mundial de Algodão
CI
Agronegócio

Faeg participa do lançamento da 6ª Conferência Mundial de Algodão

A escolha da capital como destino da conferência foi destacada por Schreiner devido a capacidade de produção da fibra no Estado
Por:
O presidente do Sistema Faeg/Senar, José Mário Schreiner, participou na manhã desta quinta-feira (01-12) do lançamento da 6ª Conferência Mundial de Algodão (WCRC, sigla em inglês), um dos mais importantes eventos mundiais de pesquisa no setor do algodão, que será realizada entre os dias 20 e 24 de julho de 2016, em Goiânia. A solenidade foi realizada no salão Dona Gercina Borges, no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, com presença do vice-governador de Goiás e presidente da empresa Centrais Elétricas de Goiás (Celg), José Eliton de Figuerêdo Júnior.

A escolha da capital como destino da conferência foi destacada por Schreiner devido a capacidade de produção da fibra no Estado. Segundo ele, somente nos últimos 15 anos a área plantada de algodão em Goiás cresceu 42% e, no mesmo período, a produtividades cresceu 155%. “Isso mostra a importância da pesquisa e da tecnologia na cotonicultura, que fez com que Goiás conseguisse produzir mais de 100% do volume nesse período”, destaca Schreiner.

O presidente do Sistema explica também que a produção goiana foi mérito da criação de instituições que não mediram esforços para que Goiás se colocasse no rumo certo da produção da pluma. São elas: o Fundo de Incentivo à Cultura do Algodão em Goiás (Fialgo), o Programa de Promoção da Qualidade do Algodão de Goiás (Promoalgo), a Associação Goiana dos Produtores de Algodão (Agopa) e a Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento de Goiás (Fundação Goiás), além do trabalho realizado pela Embrapa e a Emater.

José Mário Schreiner aproveitou a presença das autoridades do setor cotonicultor para parabenizar pela atuação e trabalho conjunto do setor com a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg). “A cadeia produtiva do algodão é a mais organizada do estado. O setor é um filho da federação que sempre está trabalhando junto e que não nos abandona”, ressalta.

O secretário de Estado da Agricultura, Antonio Flávio Camilo de Lima, também esteve presente durante o lançamento e salientou a importância desse reconhecimento para o Estado. “Essa semana muito foi muito importante para o agronegócio goiano. No inicio da semana foi lançado o Programa de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e hoje estamos reunidos para o lançamento oficial do sexto e mais importante congresso de cotonicultura do mundo que será realizado em Goiás no ano de 2016”, explica.

Eventos Internacionais

“São eventos como esse que coloca Goiás, mais uma vez, na vanguarda do cenário mundial”, comentou Schreiner sobre a importância da conferência que pretende reunir mais de 700 pesquisadores da cotonicultura de mais de 42 países produtores da pluma, em 2016. Para ele, nesse ano Goiás se inseriu novamente no centro da agropecuária devido a realização, pelo Sistema Faeg/Senar, da Bienal dos Negócios da Agricultura do Centro-Oeste, em Goiânia, e pelos futuros eventos que serão realizados pela instituição, tais como: o Congresso Internacional do Leite, em 2012, o Congresso Mundial da Carne, em 2014, e o trabalho junto ao WPTC para a provável realização do Congresso Mundial do Tomate Industrial.

Celg

Em seu discurso, José Mário aproveitou a presença do presidente da Celg, José Eliton Figuerêdo Júnior, representando o governador Marconi Perillo, para reiterar a confiança e o apoio do setor rural depositados à sua gestão frente na Centrais Elétricas de Goiás (Celg).

José Eliton agradeceu o apoio e a confiança depositada pelo presidente da Faeg, José Mário Schreiner, considerado por ele uma das maiores lideranças classistas do país e orgulho de Goiás na representatividade do setor primário do Brasil. “Essa semana estamos fechando um acordo sem precedentes porque não envolve somente interesse da Celg, mas também os interesses do Estado. Vamos importar mais de R$ 5 bi de recursos com destinos à infraestrutura de Goiás, tão demandada pelo setor primário”, anunciou o vice-governador.

Segundo Eliton, Goiás tem vivido um novo momento do governo. Para ele, o ano de 2011 foi marcado por enfrentamento das adversidades e dificuldades do primeiro ano de governo, mas que a sociedade tem colhido bons frutos do planejamento das ações, que é marca do governo de Marconi Perillo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.