Faep aponta descaso oficial na conscientização sanitária

Agronegócio

Faep aponta descaso oficial na conscientização sanitária

Abril marca 10 anos sem ocorrência de um só foco de febre aftosa no rebanho bovino paranaense
Por:
1 acessos

Para o presidente da Faep, Ágide Meneguette, o esforço conjunto da cadeia produtiva pecuária e de grãos, bem como do governo estadual, não encontra a mesma receptividade no governo federal, que reduziu drasticamente os recursos para a defesa da sanidade agropecuária. Mesmo com o agronegócio representando exportações de US$ 39 bilhões,(com resultado líquido de R$ 33 bilhões), Brasília reduziu de já insuficientes R$ 137 milhões para míseros R$ 37 milhões os recursos para defesa sanitária agropecuária de todo o país.

Abril marca 10 anos sem ocorrência de um só foco de febre aftosa no rebanho bovino paranaense de 10,7 milhões de cabeças. Apesar dessa condição sanitária favorável, o perigo ainda não passou. A doença ronda o estado diante de ocorrência de casos no Paraguai e na Bolívia, onde as condições de sanidade animal são frágeis

Ao fazer este alerta hoje, Meneguette assegurou que uma década sem nenhum foco no estado é a comprovação de que a pecuária paranaense encontra-se em condições sanitárias para atender às exigências do mercado internacional. O dirigente rural, porém, adverte: indispensável manter esta favorável situação não apenas nos rebanhos de bovinos e suínos, mas também em relação às aves, aos ovinos, caprinos e à produção vegetal, especialmente da soja ameaçada pela "ferrugem".


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink