Faep pede atenção do governo aos pecuaristas

Agronegócio

Faep pede atenção do governo aos pecuaristas

A Faep pede a prorrogação da quitação dos débitos dos pecuaristas da mesma forma com que os produtores foram contemplados
Por:
1 acessos

A Federação da Agricultura do Paraná (Faep), apreensiva com a situação dos pecuaristas de corte e pedindo a inclusão dos produtores de leite, reivindicou ao ministro Roberto Rodrigues, da Agricultura, a prorrogação da quitação de seus investimentos da mesma forma com que foram contemplados os produtores rurais.

Em sua justificativa, a instituição lembra que em dezembro a pecuária de corte paranaense foi severamente prejudicada pela intervenção federal no frigorífico Margem, que era o maior comprador do Estado. Em conseqüência, os demais frigoríficos, por disporem de elevadas ofertas de bois gordos, foram beneficiados pela queda de preços.

O preço médio de agosto a dezembro de 2004 foi de R$ 56,60/arroba. Caiu para R$55,77/arroba em janeiro último, sofrendo nova queda em fevereiro: R$ 53,93/arroba. Em fevereiro do ano passado, era R$ 55,96/arroba.

O atual período de estabilidade de preços não corresponde a um quadro de tranqüilidade. Estimulados a se adequarem às exigências da Portaria 51, milhares de pequenos e médios produtores, principalmente no Oeste e Sudoeste, fizeram grandes investimentos para aquisição de animais de melhor genética e de equipamentos para manter a qualidade do leite.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink