Faltam agroindústrias em Minas Gerais

Agronegócio

Faltam agroindústrias em Minas Gerais

O quesito agregar valor aos produtos ainda aparece de forma muito tímida na economia rural em MG
Por: -Redação
1 acessos

O quesito agregar valor aos produtos agropecuários, da "porteira para fora", ainda aparece de forma muito tímida na economia rural em Minas Gerais, se comparado com o potencial existente para o negócio. Grande produtor de matéria-prima, o Estado ainda possui número reduzido de agroindústrias.

O principal entrave é que Minas ainda perde na guerra fiscal com outros estados. Para o economista-chefe da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Sérgio Birchal, não há desenvolvimento maior nessa área, devido à diferença de alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) de Minas em relação a outros estados.

Os setores de café, leite, carne e frutas resumem os principais investimentos existentes no setor agroindustrial em Minas. De acordo com Birchal, a indústria alimentícia é "relativamente importante" e estaria concentrada na região Central e do Rio Doce. O Triângulo Mineiro e a região Sul de Minas são as regiões de maior peso em número de agroindústria.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink