Agronegócio

Família investe em agroindústria de derivados de leite em Frederico Westphalen

O Laticínio Eduvavi, aos poucos está tomando forma e tornando um sonho realidade.
Por:
362 acessos

A vontade de buscar uma nova alternativa de renda, somada ao sonho de poder oferecer aos filhos a possibilidade de permanecer no meio rural foram os fatores que impulsionaram a família Bellé, moradora da Linha Volta Grande, Frederico Westphalen, a apostar em uma agroindústria de derivados de leite. O Laticínio Eduvavi, aos poucos está tomando forma e tornando um sonho realidade. Nesta quarta-feira (29/06), a família Bellé esteve na Cresol de Frederico Westphalen para receber a boa notícia que o recurso para construção da agroindústria foi liberado.

Naquele momento, a agricultura, Sandra Bellé, agradeceu o apoio e incentivo das entidades que acreditaram nesse projeto, no sonho da família. "Há quatro anos, estávamos pensando em buscar uma nova alternativa de renda para nossa família, por causa da penosidade do trabalho na lavoura. Conversando com a Vera, extensionista da Emater, surgiu a ideia de investir em uma agroindústria de derivados de leite. Assim, foi surgindo a ideia do Laticínio Eduvavi, uma lembrança ao nome dos filhos, Eduardo, Vanessa e Vitor", contou Sandra.

Pensar no futuro dos filhos, na sucessão da propriedade rural, foi fator decisivo que impulsionou a família a investir na agroindustrialização. Além disso, a busca por conhecimento e a participação em eventos e capacitações, segundo a agricultora, foram alguns dos fatores essenciais na hora de apostar nesse investimento. "Durante uma reunião eu ouvi a frase, "a maior loucura é fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes". Foi então que eu percebi que para alcançar alguns objetivos era necessário aceitar o desafio e apostar no novo", acrescentou a agricultora. 

Contando com a ajuda e apoio das entidades locais, Emater/RS-Ascar, Secretaria Municipal da Agricultura, Sebrae, e tantas outras, a família seguiu em frente e a construção da agroindústria já começou. "Poderíamos ter investido em uma empresa na cidade ou em qualquer lugar, mas nosso lugar é lá", exclamou Sandra. A família Bellé é assistida pela Emater/RS-Ascar há anos. Durante o processo de planejamento da agroindústria não foi diferente. Todo acompanhamento técnico e estudo de viabilidade foi realizado pela equipe do Escritório Municipal. 

"Uma das coisas mais importante nesse processo foi a união da família no trabalho e na tomada de decisões. Começamos com uma troca de ideias, buscamos conhecimento e assumimos novos desafios, acreditando que a soma de esforços faz a diferença, e a fé, perseverança e coragem nos permitiram realizar esse sonho", externou a agricultora.

O ato realizado na Cresol contou com a presença do prefeito de Frederico Westphalen Roberto Felin Junior; do secretário Municipal da Agricultura, Lauro Somavilla; presidente da Câmara de Vereadores, Lídio Signori; presidente da Cresol/FW, Cledir Magri; gerente adjunto do escritório regional da Emater/RS-Ascar, Mario Coelho da Silva; da extensionista social da Emater/RS-Ascar, Vera Izabel Cancian; entre outras autoridades e representantes de entidades locais.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink