Famílias aproveitam o fim de semana na Expointer

Agronegócio

Famílias aproveitam o fim de semana na Expointer

O domingo foi de intensa movimentação no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.
Por:
530 acessos

O domingo foi de intensa movimentação no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Mais de 60 mil pessoas visitaram a 39ª Expointer, somando quase 110 mil visitantes ao longo do final de semana. A comercialização de animais foi centralizada nos leilões de cavalo crioulo, impulsionados pela final do Freio de Ouro 2016. O volume de negócios somou R$ 4,45 milhões até a noite de sábado, com preço médio de R$ 37,3 mil. No setor de máquinas, as vendas devem se intensificar a partir de terça-feira. Na18ª Feira da Agricultura Familiar houve crescimento de 10% no volume de vendas em relação ao primeiro dia de 2015, atingindo R$ 219,7 mil. No Pavilhão do Artesanato, o sábado movimentou R$ 110,2 mil com a venda de 2.721 peças.

A degustação de sucos, queijos e embutidos gerou filas. A Agroindustrial Tigre, de Arroio do Tigre, oferecia copa e salames, enquanto no estande da Lüdke, de Nova Petrópolis, a procura maior foi por defumados e linguiças. De Nova Roma do Sul o produtor João Pedro Debastiani está participando da mostra pela oitava vez. Ele comercializa sucos de uva, tinto e branco, suco de uva orgânico, vinhos e espumantes. "O final de semana foi excelente, com mais movimento que no ano passado. Acredito que teremos um crescimento nas vendas neste ano", afirmou Debastiani, que é enólogo graduado pela escola técnica de Bento Gonçalves. A principal atração em seu estande foi a degustação de suco de uva branco. A expectativa do diretor de Agricultura Familiar e Cooperativismo da SDR, Dionatan Tavares, é manter este crescimento de 10% e chegar aos R$ 2,5 milhões em comercialização, R$ 300 mil a mais que no ano passado.

No pavilhão internacional, a cervejaria artesanal Abadessa aplacou a sede dos visitantes no estande da Câmara de Comércio Brasil e Alemanha. A empresa de Pareci Novo compõe a câmara internacional e o seu diretor, Herbert Schumacher, atualmente está na Alemanha em busca de novos estilos e do aprimoramento na produção cervejeira. Há dez anos participando da Expointer, a Abadessa busca novos consumidores para os seus dez rótulos de chopes e cervejas.

"A importância de estar na Expointer é o contato direto com o público e a divulgação da marca", afirma o gerente comercial Antonio Dadda. "No ano passado comercializamos 1.500 litros na Expointer e neste ano esperamos superar esse número em 10%", concluiu Dadda. O dia também foi muito movimentado nos restaurantes do Boulevard, animando os profissionais da gastronomia. "O primeiro final de semana deste ano foi bem melhor se compararmos com o ano passado", garantiu o garçom Pedro Nunes da Silveira.

O subsecretário do Parque Assis Brasil, Sérgio Bandoca Foscarini, considerou positivo o primeiro final da semana da exposição. "Tivemos uma grande presença de público, sem anormalidades no atendimento", ponderou Bandoca. A expectativa para as próximas edições é a inauguração de um segundo Pavilhão da Agricultura Familiar e a ampliação do estacionamento.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink