FAO: entre as carnes, só a de frango sofreu retração de preço em fevereiro

Frango

FAO: entre as carnes, só a de frango sofreu retração de preço em fevereiro

FAO atingiu 167,5 pontos, resultado que significou aumento de 1,7% em relação ao mês anterior
Por:
19 acessos

O índice mensal de preços dos alimentos da FAO atingiu, em fevereiro passado, 167,5 pontos, resultado que significou aumento de 1,7% em relação ao mês anterior, mas que permanece 2,31% abaixo dos 171,4 pontos registrados em fevereiro de 2018.

A contribuição principal para o aumento mensal veio dos lácteos, cujos preços aumentaram mais de 5% em relação ao último janeiro. As carnes também tiveram variação de preço positiva, mas em bases mais modestas, de menos de 1%.

Poderia ter sido mais não fosse a carne de frango ter puxado esse resultado para baixo. Ou seja: enquanto as carnes suína e bovina alcançaram preços 0,70% e 1,62% superiores aos do mês anterior, a carne de frango viu sua cotação recuar quase meio por cento.

Por sinal, a carne de frango é a única, até aqui, a registrar resultado negativo não apenas no mês, mas também em relação aos valores registrados um e dois anos atrás ou, mesmo, no primeiro bimestre de 2019 (base, aqui, preço médio de dezembro de 2018).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink