Soja

Farelo de soja está custando 22,7% a mais que no ano passado

Um conjunto de fatores dão sustentação aos preços da soja grão e do farelo no mercado brasileiro
Por:
404 acessos

Um conjunto de fatores, como a alta do dólar em relação ao real, a boa demanda para exportação, a situação de quebra de produção na Argentina e a briga comercial entre Estados Unidos e China dão sustentação aos preços da soja grão e do farelo no mercado brasileiro.

No caso do grão, o preço saltou de R$80,00 por saca (60kg) em Paranaguá-PR no final de março para os atuais R$86,00 por saca, com negócios pontuais em até R$87,00 nesta semana. Com relação ao farelo de soja, segundo levantamento da Scot Consultoria, o preço médio nesta primeira quinzena de abril está em R$1.353,02 por tonelada em São Paulo, sem o frete.

O mercado está firme na comparação mensal. Em relação a abril do ano passado, o farelo de soja está custando 22,7% a mais este ano. Para os próximos meses, os fatores citados deverão continuar ditando o rumo do mercado, principalmente as questões relacionadas a demanda mundial e ao câmbio.

Além disso, a entressafra nos Estados Unidos, que em breve dará início a semeadura da safra 2018/2019, é um fator de sustentação das cotações no mercado internacional. Desta forma, o monitoramento do clima por lá passa a ter papel fundamental. A expectativa é de preços sustentados nos próximos meses e patamares maiores que os verificados em igual período do ano passado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink