Agronegócio

Faturamento do leilão da GAP ultrapassa R$ 5 milhões

Vendas de touros e ventres tem médias recordes e passam de R$ 4 milhões
Por:
750 acessos
Um dia de vendas e grande sucesso em pista. Assim pode ser definido o tradicional leilão da GAP Genética, ocorrido neste domingo, na Estância São Pedro, em Uruguaiana (RS). No final, o faturamento chegou a R$ 5,2 milhões na venda de bovinos e equinos. A primeira parte do leilão, com a venda de ventres e touros das raças Angus, Brangus, Hereford e Braford, teve vendas de R$ 4,04 milhões, com média de R$ 7,3 mil por animal. Nos cavalos da raça Crioula, o faturamento chegou a R$ 1,16 milhão e média de R$ 24,9 mil.


Para o diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que conduziu parte do leilão - em outra parte o leiloeiro foi Gonçalo Silva - comemorou os resultados obtidos no evento. "Foi um leilão incomparável, tivemos recordes sobre recordes. Foi a maior média de todos os tempos, tanto em machos quanto em fêmeas", ressalta.


Entre os machos, o lote de maior valor foi o animal da raça Red Brangus do lote 52, Tatuagem G1669, que saiu por R$ 112,5 mil. Nas fêmeas, o mais valorizado foi o lote 30, da raça red brangus, tatuagens H006, H762 e H782, vendido a R$ 63 mil. Os dois lotes foram vendidos para a Agropecuária Casagrande, de Lavras do Sul (RS).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink