Fazenda Lageado da regiao Sudeste é vencedora do Desafio de Maxima produtividade da soja

Agronegócio

Fazenda Lageado da regiao Sudeste é vencedora do Desafio de Maxima produtividade da soja

Resultado foi anunciado no Fórum nacional de Máxima Produtividade do CESB
Por: -Aline Merladete
6540 acessos

Na quarta-feira (29.06) durante o Fórum Nacional de Máxima Produtividade, realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB),  os vendedores do Desafio de Máxima Produtividade da Soja foram revelados. O primeiro lugar ficou com o produtor da região Sudeste da Fazenda Lageado, João Carlos da Cruz, que obteve uma média de 120 sacas por hectare.  A propriedade fica localizada em Buri, São Paulo. Os resultados foram divulgados na sede da Cooperativa Agroindustrial de Maringá (Cocamar).

Para apuracao dos dados foram realizadas 208 auditorias para averiguar a capacidade produtiva dos inscritos. No total, o site do Comitê recebeu 4.400 inscrições, de 799 municípios, distribuídos em 17 estados brasileiros.

Os vencedores tiveram a oportunidade de  apresentar uma série de técnicas capazes de estimular a produtividade, sem prejuízos ambientais e ao bolso do agricultor.  Conforme o Presidente do CESB, Luiz Nery Ribas, a soja é o grão que mais cresce no mundo e o Brasil possui condições para ser protagonista no mercado. Além disso, o Presidente ainda ressaltou a missão do Comitê, que é ser a referência em produtividade e ter sempre uma aliança com o produtor rural.

Abaixo os vendedores do Desafio de Máxima Produtividade da Soja:

Categoria Área Irrigada: Flávio Luiz Agnes - Fazenda Tio Pedro - Planaltina (DF) - 109,24 Sc/hectare

Categoria Não Irrigada:
1º lugar: João Carlos Cruz - Fazenda Lageado - Buri (SP) - 120,07 Sc/hectare
2º lugar: Vilson Hilgemberg - Fazenda Palmeira - Ponta Grossa (PR) - 114,85 Sc/hectare
3º lugar: Elton Zanella - Agrícola Zanella II - Campos de Júlio (MT) - 100,63 Sc/hectare
4º lugar: Rui Luiz Gaio - Fazenda Gaio III - Correntina (BA) - 82,79 Sc/hectare

Fotos: Assessoria de Imprensa Cocamar

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink