Fazendas de megatraficante vão a leilão
CI
Imagem: Divulgação
MATO GROSSO

Fazendas de megatraficante vão a leilão

O leilão acontece nos dias 1º e 3 de dezembro
Por: -Eliza Maliszewski

Quando foi preso, em 2017, Luiz Carlos da Rocha, mais conhecido como “Cabeça Branca” era considerado nacionalmente e internacionalmente como o maior traficante de drogas do Brasil, com o seu nome constando na difusão vermelha da Interpol. O megatraficante acumulou um grande patrimônio como imóveis, aviões, barcos e carros e várias fazendas. 

Duas dessas fazendas irão a leilão nos dias 1º e 3 de dezembro. Os imóveis estão localizados na cidade de Marcelândia, no Mato Grosso. Os valores são R$ 9,1 milhões no primeiro leilão e R$ 7,2 milhões no segundo leilão. As Fazendas Jupinda e Estrelinha ultrapassam os 1,2 mil hectares, distribuídos entre mata nativa e área aberta para a produção de grãos.

A Fazenda Jupinda II tem a área de 620,57 hectares toda coberta por vegetação nativa, com valor avaliado em cerca de R$ 1,2 milhão. Já a Fazenda Estrelinha tem a área total de 596,45 hectares e possui aproximadamente 325 hectares de área aberta utilizada para a produção de grãos, avaliada em R$ 6,5 milhões, e o restante é composto de mata nativa, avaliada em R$ 950 mil, com valor total da avaliação da área chegando a cerca de R$ 7,4 milhões. A fazenda possui construções como um barracão, uma casa em alvenaria e quatro casas em madeira. 

O leilão milionário será realizado pela Topo Leilões e está com valores abaixo do que os praticados no mercado. O leilão será realizado na modalidade eletrônica. Todas as informações podem ser obtidas no site.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink