FCO aprova R$ 74 milhões para indústrias do MS
CI
Agronegócio

FCO aprova R$ 74 milhões para indústrias do MS

Em Nova Alvorada do Sul, o pleito de R$ 34,8 mi irá fomentar um frigorífico para bovinos e suínos
Por:

Aproximadamente R$ 74,1 milhões foram deliberados nessa terça-feira (29-05) pelos membros do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (Ceif-FCO), entre 14 das 17 cartas-consulta analisadas e aprovadas. Em duas solicitações foram pedidas informações adicionais e uma foi indeferida. Os pleitos vão atender 14 municípios do Estado.

Em Nova Alvorada do Sul (MS), o pleito de R$ 34,8 milhões irá fomentar o abate e o processamento de carne bovina e suína, mediante a implantação de um novo frigorífico naquele estratégico eixo viário do Estado. Este empreendimento irá contribuir com o abate interno de suínos, agregando valor a esta cadeia produtiva. Com capacidade total de abate de 700 bovinos/dia e de 500 suínos/dia, estima-se a geração de 450 empregos diretos.

Outro projeto aprovado na ocasião, a ser implantado em Sidrolândia (MS), refere-se a uma indústria de leite em pó. Pioneiro no Estado, o empreendimento deverá absorver, quando da maturação do projeto, cerca de 120 mil litros de leite/dia, sendo grande parte da produção destinada ao mercado externo. Para o alcance dessa meta, segundo a secretária de Produção (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, deverão ser intensificados esforços entre as instituições oficiais, a exemplo da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), e as lideranças dos assentamentos rurais daquela região.

Com investimento de cerca de R$ 10,7 milhões, a empresa deve gerar 70 empregos diretos somente no processo industrial. O prefeito municipal, Daltro Fiúza, vem se empenhando para viabilização de tal empreendimento tendo, inclusive, participado nesta secretaria de reunião de trabalho com dirigentes desta empresa e do Banco do Brasil. "Nosso município tem uma elevada concentração de pequenos produtores. A instalação de agroindústrias que possam absorver os produtos oriundos dessas pequenas propriedades é uma meta da atual administração", ressalta o prefeito.

Já ao sul do Estado, em Mundo Novo, foi aprovada a ampliação de uma empresa que utiliza sangue líquido resfriado de bovinos de frigoríficos deste Estado e do oeste paulista. O projeto, de R$ 5,5 milhões, prevê a industrialização deste subproduto para obtenção de plasma e hemoglobina em pó, a serem utilizados basicamente para produção de ração animal. Operando há cinco anos naquele município, a empresa processa semanalmente 300 mil litros de sangue, devendo gerar com essa expansão 39 empregos diretos.

Outros pleitos relacionados ao plantio da cana-de-açúcar e de florestas de eucalipto, que somam R$ 5,9 milhões, além de relocalização industrial, formação de pastagens, infra-estrutura, aquisição de máquinas agrícolas e de matrizes também foram aprovados e devem beneficiar a capital e os municípios de Naviraí, Coronel Sapucaia, Bataguassu, Dourados, Rio Brilhante, Terenos e Corumbá.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink