Febre aftosa: Doses doadas à região de fronteira
CI
Agronegócio

Febre aftosa: Doses doadas à região de fronteira

Por:
Oitenta mil doses da vacina contra a febre aftosa foram doadas na terça-feira (21), a pequenos produtores bolivianos que estão concentrados na zona de vigilância do país vizinho – uma faixa de 15 quilômetros na fronteira com o Brasil. A doação, feita pelo Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa/MT) em parceria com o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT), foi realizada na província de San Matías, na Bolívia.


Do total de doses, 50 mil estão destinadas a produtores de San Matías, que faz fronteira com Cáceres e Porto Espiridião, e 30 mil vão atender àqueles que possuem rebanho em San Inácio, limite com Vila Bela da Santíssima Trindade. “São pequenas propriedades, muitas delas de origem indígena, que têm dificuldade de pagar pela vacina”, explica a fiscal estadual de defesa agropecuária e florestal do Indea, Rísia Lopes Negreiros.


As vacinas são adquiridas com recursos do Fesa e entregues pelo Indea ao Comitê Internacional Misto Brasil/Bolívia. A cooperação atende às orientações da Comissão Sul-Americana para a Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa) e é realizada desde 1999. O objetivo é reduzir os riscos de reintrodução da doença no rebanho brasileiro. “Com essa ação temos segurança de que o rebanho concentrado na fronteira, no lado boliviano, também será imunizado, assim como fazemos em Mato Grosso”, ressalta a presidente do Indea/MT, Maria Auxiliadora Pereira Rocha Diniz.


A zona de vigilância compreende uma faixa de 30 quilômetros ao longo da fronteira entre Bolívia e Mato Grosso, sendo 15 em território brasileiro e outros 15 na Bolívia. No lado mato-grossense, a vacinação do rebanho contra a febre aftosa é fiscalizada por técnicos do Instituto Agropecuário, que assistem e auxiliam no trabalho de aplicação das doses.


Em Mato Grosso, o mês de maio é período de vacinação em bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses contra febre aftosa. A vacinação deve ser realizada até o dia 31 deste mês e o prazo de comunicação ao Indea/MT vai até 10 de junho deste ano.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.