Feijão cai, mas ainda compensa

Agronegócio

Feijão cai, mas ainda compensa

Com o produto valendo, em média, R$ 104,9/sc, a previsão é de pouco grão para abastecer muita oferta
Por:
237 acessos
Apesar de o preço do feijão ter baixado 13,4% do patamar dos R$ 120,00/saca desde o começo de março, a primeira safra do grão promete compensar os investimentos. Com o produto valendo, em média, R$ 104,9/sc, a previsão é de pouco grão para abastecer muita oferta. Conforme relatório conjuntural da Emater, a produtividade média ficou em 991 quilos por hectare, 11,91% menor do que o projetado (1.125 quilos/ha) e 19,89% sobre a de 2007, que foi de 1.237 kg/ha.


Com uma colheita de 79,5 mil toneladas, a produção gaúcha deverá abastecer não só o RS. "Ainda vendemos para outros estados, que vieram buscar feijão aqui", conta o assistente técnico da Emater, Renan Corá de Lima. De acordo com ele, a tendência é que, por este motivo, os preços continuem altos. "Na mesma época do ano passado, o produtor estava recebendo R$ 38,85 pela saca", compara.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink