Feijão-carioca: 88% da área em apenas 5 estados
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
PULSES

Feijão-carioca: 88% da área em apenas 5 estados

CONAB pretende comprar cerca de 2 mil toneladas, adianta Ibrafe
Por: -Leonardo Gottems

A safra de Feijão-carioca estará concentrada 88% nos estados de Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Paraná e Goiás, informa Ibrafe (Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses). “O Paraná, apesar de chamar muito a atenção como fazendo a diferença nesta primeira safra, não fará. Com apenas 12% da área, dificilmente terá concentração suficiente para trazer os preços para valores que ditem preços”, aponta a entidade. 

Olhando para a Região Sul, acrescenta o Instituto, por onde se anda “se vê poucas lavouras de Feijões. Seja no Paraná, em Santa Catarina ou no Rio Grande do Sul, o que se vê é soja e milho. Estima-se que 60/70% do que se colhe agora de Feijão-carioca no Paraná é de Campos Gerais. É este Feijão, este ano, o que tem grande demanda. Naturalmente um pouco mais escuro, raramente chega a ser 8,5. Assim, se encaixa perfeitamente no Feijão ‘comercial’ que os empacotadores precisam”. 

“As marcas de Feijão extra sabiam que seria difícil este período do ano, que não seria fácil encontrar produto extra. Por isso, muito deles cobriram as necessidades até início de janeiro. Quem não se preveniu, fará como a CONAB, que comprará ainda esta semana. Não foi fácil cobrir a necessidade para o Fome Zero da semana passada e esta semana não deverá ser muito diferente. Na quarta-feira, dia 16 de dezembro, a CONAB pretende comprar cerca de 2 mil toneladas”, acrescenta o Ibrafe. 

De acordo com o presidente Marcelo Lüders, este Feijão será entregue no Amazonas, em Roraima, no Mato Grosso do Sul e no Mato Grosso: “Todos os empacotadores que têm seu cadastro em ordem junto à receita federal, sem débitos federais e estaduais, podem participar. Se depender da necessidade, durante o ano que vem devem acontecer mais leilões de compra”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink