Feijão de melhor qualidade recebe firmes preços

Agronegócio

Feijão de melhor qualidade recebe firmes preços

Por:
222 acessos

A semana inicia-se com o carioca padrão extra ganhando R$ 5, a saca no atacado paulista, mas com os demais tipos mantendo-se estáveis. O extra foi cotado na manhã entre R$ 100 a 105 a saca, mantendo margem para níveis ao redor de R$ 90 a saca para o produto de melhor qualidade nas regiões produtoras de Goiás. Apesar dos elevados estoques ainda disponíveis na região Centro-Sul, o grão de melhor qualidade segue o esperado, abrindo ágio em relação aos demais padrões. Nessa segunda-feira a disponibilidade de feijão carioca na Bolsinha/SP foi reportada em 35.100 sacas, no maior montante desde o início de junho. O feriado prolongado no final da semana passada no mercado paulista provavelmente contribuiu para o represamento das ofertas neste início de semana. Mesmo com a elevada oferta, os preços mantiveram-se relativamente firmes, já que a demanda somou 10.600 sacas no dia, no maior volume desde 19 de maio, muito provavelmente também reflexo do feriado prolongado na praça local.

Esta semana começa com a relação demanda/oferta no atacado paulista a apenas 30%, contra 28% de média nos últimos trinta dias. As sobras de feijão, portanto, continuam muito altas, impedindo com que o mercado brasileiro absorva uma tendência de alta sustentável no curto prazo. De qualquer maneira, a comercialização no País segue patamares médios bem mais elevados do que nos últimos meses, especialmente para os melhores tipos de grão. Em Goiás a comercialização oscila mais comumente entre R$ 70 a 90 a saca, com uma média já bem próxima do preço mínimo governamental. As atenções estão agora voltadas para o desenrolar da terceira safra nacional, a qual terá plantios menores nas principais regiões de produção. Na região Centro-Sul a CONAB sinaliza uma área plantada 12% menor, o que gera um quadro bem mais positivo em torno dos preços para este segundo semestre, quando o mercado doméstico recebe apenas 20% de toda a produção anual de feijão.

A análise de mercado de feijão é realizada diariamente pela Gerência de Estudos Técnicos e Econômicos da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG).

Veja tabela de dados em:
http://www.faeg.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2956&Itemid=112

Gerente de Estudos Técnicos e Econômicos: Edson Alves Novaes
Responsável técnico: Adriano Vendeth


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink