Feinco 2011 cresce 11% em número de animais

Agronegócio

Feinco 2011 cresce 11% em número de animais

A 8ª edição da feira foi encerrada na última sexta-feira, 25 de março
Por: -Joana
776 acessos
A 8ª edição da Feira Internacional de Caprinos e Ovinos - Feinco 2011, encerrada na sexta-feira (25/3), no Centro de Exposição Imigrantes, em São Paulo, cresceu 11% na participação de animais.

Segundo os organizadores, que se reuniram, na Cozinha Interativa Feinco/Savana, para divulgar um balanço prévio do evento para a imprensa, os resultados oficiais serão divulgados somente na próxima semana, porém, os negócios devem seguir o mesmo ritmo. "O mercado firme e a alta demanda por carne de cordeiro têm estimulado o investimento em qualidade por parte dos criadores", disse Décio Ribeiro dos Santos, diretor do Agrocentro.

De acordo com o secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, João Sampaio, também presente na coletiva, a Feinco vem crescendo a cada ano, com animais de qualidade e grande volume. "É um mercado em franco crescimento. Precisamos aumentar a oferta de carne para estimular a produção."

Robson A. Leite, do Grupo Savana, confirma o saldo positivo da Feinco. Nos quatro dias de exposição, a Cozinha Interativa Feinco/Savana recebeu cerca de 4.200 visitantes, em sua maioria criadores, inclusive do exterior. "Até mesmo produtores uruguaios estiveram aqui, em busca de parcerias para reestruturar seus rebanhos. Temos que atender nossa própria demanda e deixar de ser importadores. Esse é o grande desafio a ser enfrentado", destacou.

Na reunião, Paulo Schwab, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos - Arco, afirmou que a carne ovina consumida no País, ano passado, totalizou 88 mil toneladas, das quais 6 mil foram importadas e outras 6 mil provenientes de abates formais. "O restante do fornecimento foi suprido por abate informal, um dos gargalos da atividade. Hoje, o consumo per capita é de 400 gramas por habitante. Se quisermos elevá-lo para 500 gramas, precisaríamos aumentar o rebanho em 900 mil animais", afirmou.

A participação de raças caprinas foi comemorada por Wallace Scott, presidente da Associação Paulista de Criadores de Caprinos - Capripaulo. Ele afirma que os resultados da Feinco indicam que o mercado se recuperou plenamente da crise que assolou a economia em 2009.

A Associação Paulista de Criadores de Ovinos - Aspaco também traça boas expectativas para os próximos anos. "Em um futuro bem próximo, teremos uma produção que sustente o consumo. Os preços seguem firmes e os criadores estão investindo na qualidade de seus rebanhos, como pudemos conferir na Feinco", explica Arnaldo Vieira dos Santos, presidente da entidade.

Também participaram da coletiva Gustavo Martini, coordenador de ovinos do Grupo Marfrig; Cesário Ramalho, presidente da SRB - Sociedade Rural Brasileira; e Luiz Teixeira, da Cabanha Buriá Dorper.
As informações são da assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink