Feira de Brasília mostra inovações tecnológicas para o campo

Agronegócio

Feira de Brasília mostra inovações tecnológicas para o campo

Estande do MAPA terá novas variedades de pimenta, batata-doce e cogumelos
Por:
1580 acessos
Estande do MAPA na AgroBrasília terá novas variedades de pimenta, batata-doce e cogumelos, além de um sistema para reaproveitamento da água usada no processamento de café

Durante a 4ª edição da AgroBrasília, exposição agropecuária realizada capital federal, os visitantes terão acesso a algumas das novas tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O estande do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento também terá demonstrações da elaboração de boletins agroclimáticos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Serão oferecidas orientações sobre o trabalho de fiscalização e os serviços prestados pela Superintendência Federal de Agricultura no Distrito Federal.


Entre as inovações apresentadas pela Embrapa estão as variedades de pimenta BRS Seriema e BRS Mari, que produzem frutos picantes e podem ser comercializadas in natura ou em conserva. O público da exposição também poderá conhecer a BRS Planalto, variedade de cenoura resistente a doenças, e a BRS Esplanada, desenvolvida especialmente para a produção de minicenouras.

Cogumelos comestíveis com custos mais baixos e variedades de mandioca com maior produtividade também estarão expostas no estande do ministério. Outra novidade é um equipamento capaz de multiplicar mudas de plantas com mais segurança e economia. Trata–se de um biorreator que produz mudas de forma semiautomática a partir de células, tecidos ou órgãos, com monitoramento das condições de cultivo.


Pesquisadores da Embrapa vão mostrar, ainda, os estudos para produção de etanol de segunda geração. As pesquisas estão na fase de testes do uso de matéria-prima alternativa, como bagaço da cana-de-açúcar, capim, resíduos florestais e sorgo, encontrados com abundância na natureza e que podem ser aproveitados na fabricação do etanol de segunda geração.

A Embrapa vai apresentar uma inovação tecnológica que permite a economia de 90% do consumo de água no pós-colheita de café. O Sistema de Limpeza das Águas Residuárias (SLAR) consiste em uma técnica de limpeza da água residual proveniente do processamento do fruto do café. O sistema remove os resíduos sólidos e a alta carga orgânica, que podem poluir o meio ambiente, permitindo que a água seja reutilizada no processamento do grão, ou direcionada à irrigação da cultura.


Dia de campo

Além das tecnologias da Embrapa e do trabalho de previsão de clima e tempo do Inmet, o Ministério da Agricultura participa da programação da AgroBrasília com o Dia de Campo sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, na próxima sexta-feira, 20 de maio, das 9h às 12h. O chefe da Divisão de Agricultura Conservacionista do ministério, Maurício Carvalho de Oliveira, acompanha a visita.

O sistema Integração-Lavoura-Pecuária-Floresta combina atividades agrícolas, florestais e pecuárias, promovendo a recuperação de pastagens em degradação. Adotada no Brasil há mais de 40 anos, a técnica consiste no cultivo de uma espécie florestal, com espaço ampliado, o que possibilita, por dois ou três anos, a adoção de uma cultura de interesse comercial, como soja, milho e feijão. Em seguida, a área é coberta por forrageira (planta para alimentação do gado) associada a milho ou sorgo. Após a colheita dos grãos, o pasto é formado nas “entrelinhas” da floresta cultivada, permitindo a criação de bovinos e sua exploração, até o corte da madeira.


A ILPF faz parte do Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), lançado no ano passado pelo governo federal, com o propósito de ampliar a eficiência na lavoura, ao mesmo tempo em que preserva o meio ambiente.

Saiba mais

A 4º AgroBrasília será realizada de 17 a 21 de maio, na rodovia 251, km 5, Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD/DF). A expectativa dos organizadores é receber um público de 60 mil pessoas e fechar negócios de R$ 150 milhões, superando a marca de 2010 (R$ 130 milhões). Cerca de 300 expositores vão mostrar as inovações em máquinas e equipamentos agrícolas para pequenos, médios e grandes produtores.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink