Feira visa fortalecer a piscicultura

Agronegócio

Feira visa fortalecer a piscicultura

Baixada Cuiabana é tradicional na produção e comercialização de peixes
Por: -Wisley Tomaz
931 acessos

A Baixada Cuiabana é tradicional na produção e comercialização de peixes sendo que, anualmente, há eventos voltados para implementar essa atividade como a tradicional Festa do Peixe, realizada na comunidade São Gonçalo Beira Rio, na região do Coxipó, em Cuiabá, e a festa de São Pedro, no distrito de Bonsucesso, em Várzea Grande, que se tornou ponto turístico e atualmente faz parte da tradicional Rota do Peixe. Objetivando fomentar a atividade pesqueira de tanque, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso (Sebrae-MT), a Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso (Aquamat) e a Prefeitura de Cuiabá passaram a realizar desde o ano passado a Feira do Peixe.

Este ano a 2ª edição do evento acontece entre os dias 8 e 11 de dezembro na Praça Ulisses Guimarães, em frente ao Pantanal Shopping. De acordo com a técnica em agronegócios do Sebrae-MT, Valéria Pires, o evento tem como objetivo mostrar para a população que no Estado também se produz peixe de qualidade. A novidade da feira este ano, além da comercialização do peixe in natura, é a venda de pratos feitos na hora para quem estiver interessado em degustar. A feira contará com 7 expositores dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Santo Antônio do Leverger e Jangada, entre outros.

A presidente da Aquamat, Maria da Glória Bezerra Chaves, diz que é importante as pessoas consumirem os peixes de tanque da mesma forma como os de rio, pois o produto disponibilizado é de boa qualidade. Segundo ela, o objetivo da Aquamat é promover, sem finalidade de lucro, a defesa dos interesses dos seus associados, fortalecendo suas atividades aquícolas no Estado de Mato Grosso.

O rio Cuiabá sempre fez parte da vida dos moradores das diversas comunidade ribeirinhas, estando associado à cultura e economia desses locais. Por isso o peixe foi, por muitos anos, a principal forma de subsistência de algumas comunidades. Porém muito se perdeu em função do desenvolvimento tecnológico e da escassez de peixe. Daí a importância do desenvolvimento da piscicultura como uma nova alternativa de renda, principalmente para as famílias de pequenos produtores da agricultura familiar.

Os organizadores esperam que tanto a população cuiabana, como da Baixada, prestigiem e evento para adquirir peixes variados que estarão sendo vendidos por um valor mais em conta que nos mercados e outros estabelecimentos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink