Feiras sentem efeito da seca no Paraná
CI
Agronegócio

Feiras sentem efeito da seca no Paraná

Show Rural Coopavel abre calendário com a função de ser termômetro para o setor
Por:
Principal evento de tecnologia do estado, Show Rural Coopavel inicia nesta segunda-feira o calendário de exposições com a função de ser um termômetro para o setor em 2012

O volume de negócios nas feiras agropecuárias do Paraná pode recuar neste ano, reflexo da estiagem na safra de soja e milho de verão. A avaliação do setor ocorre momentos antes da abertura do calendário oficial de eventos agrícolas do estado.

Principal feira de tecnologia do setor, o Show Rural Coopavel começa amanhã em Cascavel e terá a função de termômetro para eventos seguintes. Com data definida – de 5 a 15 de abril –, a ExpoLondrina será a próxima grande feira paranaense a testar a capacidade de investimento dos produtores locais.

Mesmo depois de um trauma de R$ 2,2 bilhões – é o tamanho do rombo causado pela seca à agricultura – Rogério Rizzardi, coordenador do Show Rural Coopavel, conta com a visão de longo prazo do produtores rurais para manter o faturamento do evento. “A seca vai afetar a receita. Mas, os agricultores são empresários e sabem que é preciso investir, mesmo que isso resulte em esforço extra”, afirma.

“Toda dificuldade se vence com proatividade. Ninguém vai parar pensando que essa é a última safra”, acrescenta Fábio Jamus, ge­­rente comercial da Tortuga, em­­presa de nutrição e saúde animal que ja garantiu espaço na feira.

Apesar do momento de incertezas no campo, a organização do Show Rural acredita que o volume de negócios nos próximos seis dias ultrapasse R$ 1 bilhão, cifra próxima da alcançada em eventos como o Agrishow de São Paulo – a maior do país – e a Expointer, tradicional exposição gaúcha.

De acordo com Rizzardi, a maior parcela do faturamento deve ser gerada por financiamentos bancários, que estão com juros bastante atrativos. “Talvez o agricultor opte mais pelo financiamento e menos pelo recurso próprio. Uma coisa é certa, quem quiser investir vai encontrar dinheiro à vontade”, ressalta o coordenador do evento de Cascavel.

Vitrine

Além de balcão de negócios, as feiras funcionam como vitrine para as empresas do setor. Em um mesmo ambiente, os agricultores podem conhecer as últimas tecnologias para o campo, além de comparar desempenho e, principalmente, preços.

Para o empresário Werener Uhl­nann, proprietário de uma fábrica paranaense de “cycloar” (aparelho desenvolvido para minimizar os efeitos da umidade e calor na estocagem de grãos), a ausência nos principais eventos do setor, além da perda de contatos, pode trazer outros resultados negativos. “Se você não monta o estande da empresa e marca presença, a concorrência começa a dizer que você está quebrado”, diz.

Serviço:

O Show Rural Coopavel começou nesta segunda-feira e se estende até a próxima sexta-feira (10). O evento será realizado em uma área de 72 hectares na BR-277, km 577, entre 8 e 18 horas. Outras informações estão disponíveis no site da exposição: www.showrural.com.br.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.