Fepagro apresenta panorama do RS em trigo


Agronegócio

Fepagro apresenta panorama do RS em trigo

Por:
2 acessos

Pioneira no estudo de melhoramento genético do trigo, a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) participa do IV Seminário de Cultura do Trigo no Rio Grande do Sul com duas palestras. No primeiro encontro, hoje (04-04), às 19h30min, o diretor-presidente, Carlos Cardinal, vai falar sobre as perspectivas da pesquisa estadual. O Seminário de Cultura do Trigo começou ontem (03-04) no município de Giruá e vai até amanhã.

Aplicações da biotecnologia na cultura do trigo e cultivares recomendados para o Estado por seu melhor desempenho de produtividade e produção orgânica de trigo serão alguns dos temas abordados pelo pesquisador Ricardo Lima de Castro, da Fepagro Cereais, centro de pesquisa de São Borja, que fará a segunda apresentação da instituição estadual de pesquisa no sábado (05), às 10h.

O Rio Grande do Sul foi o Estado em que se iniciou o estudo de cultivares de trigo adaptados as condições climáticas e de solo brasileiros. A pesquisa começou em 1919, na antiga estação experimental Alfredo Chaves, localizada em Veranópolis e que hoje se chama Fepagro Serra.

Comissão recomenda cultivares da Fepagro;

A Comissão Sul-brasileira de Pesquisa de Trigo, composta por dez instituições, recomendou dois cultivares da Fepagro para o plantio que deve iniciar em maio.

O cultivar Fepagro 15, que foi lançado em 1998, é indicado para plantio na Região Noroeste do Estado. Entre as suas características estão a resistência a ferrugem do colmo e também é considerado moderadamente resistente ao crestamento, a mancha gluma e a germinação na espiga. Além disso, apresenta ciclo precoce e tem uma altura média. Já, a RS 1-FÊNIX tem bons resultados de produtividade em todas as regiões do Estado e os seus atributos são a resistência da planta adulta à ferrugem de folha e a moderada resistência ao crestamento, vírus mosaico e a germinação na espiga. Lançada em 1984, o cultivar também é de ciclo precoce, mas sua altura é alta.

Para a safra 2003, os produtores cooperados da Fepagro irão disponibilizar aos agricultores 905 toneladas de semente fiscalizada do tipo Fepagro 15 e 1485 toneladas da RS 1 ? FÊNIX. A previsão da produção de trigo no Brasil para este ano está estimada em 4,5 milhões de toneladas e a área plantada deverá ser de 2,3 milhões de hectares, conforme dados do Ministério da Agricultura e Abastecimento. "Isso significa um aumento na área e de produção que é reflexo do bom preço que o cereal vem obtendo no mercado", explica o pesquisador da Fepagro Ricardo Castro, que é doutor em genética e melhoramento.

No entanto, ele lembra que a produção atual do país ainda é insuficiente para suprir as necessidades do mercado interno, que consome 10 milhões de toneladas por ano, mas acredita que o Brasil reúne condições de clima, solo e a capacitação dos produtores para satisfazer as necessidades do país.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink