Fepagro divulga nota técnica sobre clima, cobertura do solo e pastagens

Agronegócio

Fepagro divulga nota técnica sobre clima, cobertura do solo e pastagens

Em abril, a passagem de uma frente fria provocará chuva em todo o RS
Por: -Clarice Gontarski Speranza
1326 acessos
O Centro Estadual de Meteorologia (CemetRS) da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) divulgou uma nota técnica sobre a precipitação pluvial (chuva) e a temperatura do ar ocorridas em março e as previsões para abril no Rio Grande do Sul. A nota destaca a importância do estabelecimento de espécies para cobertura do solo após a colheita das culturas de primavera-verão e fornece indicações acerca do manejo das pastagens e do campo nativo no outono.

Conforme o CemetRS, o volume de chuva ocorrido no Estado foi abaixo de 70% da média do mês, sendo que, nas regiões de fronteira com Santa Catarina e Argentina, os valores foram inferiores a 50% da média. Em abril, a passagem de uma frente fria provocará chuva em todo Estado até esta sexta-feira (6) com possibilidade de ocorrência de temporais, rajadas de vento e eventual queda de granizo, em áreas isoladas.

Os volumes de chuva previstos deverão oscilar entre 35 e 80 milímetros na maior parte do Estado (ver mapa). Após a passagem do sistema frontal, o deslocamento de uma massa de ar frio e seco provocará o declínio da temperatura do ar entre sexta-feira (6) e terça-feira (10).
 
 
Conforme a nota,é importante que os produtores planejem a rotação de culturas neste período de outono, levando em consideração na escolha das espécies as necessidades bioclimáticas. Dentre as espécies indicadas para a cobertura do solo, destacam-se a aveia-preta, a ervilhaca, o nabo forrageiro e seus consórcios.

Em relação às pastagens nativas, o CemetRS destaca que elas apresentam crescimento reduzido nesta época do ano em função de serem compostas principalmente por espécies forrageiras tropicais. Por isso, indica-se a manutenção de cargas animais moderadas ou o melhoramento das pastagens por meio da introdução de espécies anuais de inverno, como o azevém. Este melhoramento visa o aumento da disponibilidade e da qualidade de pasto para maior ganho de peso animal.

Leia a íntegra da nota técnica.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink