Feromônio de formigas podem evitar uso de inseticida
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,676 (-0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,55 (1,51%)

Imagem: Pixabay

PESQUISA

Feromônio de formigas podem evitar uso de inseticida

Estudo foi feito no Brasil, por universidades do Reino Unido
Por: -Leonardo Gottems
413 acessos

Cientistas das Universidades de Bath e Sussex, no Reino Unido, desenvolveram um novo sistema que libera lentamente feromônios de formigas para atrair pragas para uma isca inseticida. Isso significa que em vez de pulverizar toda a cultura com pesticidas, armadilhas podem ser colocadas em áreas específicas para uma proteção mais direcionada. As formigas cortadeiras são as principais espécies de pragas da agricultura e silvicultura em muitas áreas dos trópicos, causando cerca de US$ 8 bilhões de danos a cada ano à silvicultura de eucalipto apenas no Brasil. 

Os pesticidas tradicionais frequentemente se degradam rapidamente e não são específicos para pragas em particular, resultando em desperdício substancial de produtos de controle de pragas, contaminação ambiental e efeitos nocivos sobre outros insetos. A equipe de químicos e engenheiros químicos em Bath usou esponjas moleculares chamadas estruturas metal-orgânicas (MOFs), para absorver os feromônios de alarme das formigas cortadeiras e depois liberá-los lentamente para atrair os insetos para uma armadilha. 

Além de experimentos, eles usaram modelagem computacional para simular o movimento da molécula de feromônio dentro dos poros dos MOFs para prever quais estruturas dariam a capacidade e velocidade de liberação ideais. Eles descobriram que, ao alterar os grupos químicos dentro da estrutura básica, eles podiam ajustar a velocidade de liberação dos feromônios de modo que os produtos químicos pudessem ser liberados por um período de vários meses, em vez de dias. 

Testes de campo do sistema por pesquisadores da Universidade de Sussex em uma plantação de eucalipto no Brasil mostraram que os MOFs carregados de feromônio tiveram o efeito desejado em atrair as formigas para uma armadilha. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink