Ferrovia Norte-Sul será concluída em 2011

Agronegócio

Ferrovia Norte-Sul será concluída em 2011

Por:
279 acessos

Entre as prioridades do governo federal com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) está a construção da Ferrovia Norte-Sul, com 2.253 quilômetros. Nesta quinta-feira (13), parte dos 3.430 operários que hoje trabalham na Norte-Sul mostraram ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o andamento das obras do trecho Sul, no município de Anápolis (GO).

Na etapa visitada - do total da obra, do chamado Porto Seco -, 72% já estão concluídos, com investimento de R$ 86 milhões. No trecho Sul os operários trabalham ainda de Palmas (TO) até Estrela D´Oeste (SP). Entre Açailândia (MA) e Guaraí (TO), totalizando 571 quilômetros, os trilhos já estão prontos.“Vamos ter um sistema de transporte barato, seguro que e vai poder fluir, com muita facilidade, a nossa capacidade produtiva, ou seja. Poderemos exportar por vários portos ao mesmo tempo, seja para São Paulo, seja para a Bahia, seja para o Maranhão”, afirmou o presidente.

A ferrovia, conta com investimento público de R$ 6,52 bilhões. A maioria dos recursos, R$ 5,67 bilhões, será aplicada até 2010. A expectativa é que em 2011 o primeiro trem possa cruzar toda a ferrovia.

As obras visitadas têm execução mais complexa, por serem em área urbana. No projeto constam dois túneis e um viaduto que passará sobre a rodovia GO-222.

Energia solar - a população de Goiás também pode conferir de perto as novas ações do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC. Em parceria entre os governos federal, estadual e municipal, foi lançado o Programa Moradia Digna, que prevê a construção de mais de 50 mil unidades residenciais, além da regularização fundiária de 80 mil imóveis e outras ações ligadas à habitação.

Os principais projetos conta com verbas do programa do governo federal, Minha Casa Minha Vida. As obras vistoriadas somam 4.762 unidades habitacionais, cujas construções estão em andamento. Os recursos somam R$ 142,2 milhões, sendo R$ 112,1 milhões do governo federal e R$ 30,1 milhões em recursos municipais.

A preocupação ambiental também norteia os projetos. Durante a solenidade, foram entregues a instalação de 1.200 kits de energia solar nas residências. O sistema foi disponibilizado e custeado pelas Centrais Elétricas de Goiás – CELG.

Outros trilhos - Outra grande obra do setor ferroviário de transporte de cargas no Brasil é a Ferrovia Nova Transnordestina. Com investimentos de cerca de R$ 5,4 bilhões e conclusão prevista para final de 2011, a Transnordestina terá capacidade de transportar 30 milhões de toneladas de carga por ano.

A ferrovia terá 2.278 quilômetros de extensão, dos quais, 1.728 quilômetros são de construção de novas vias. Atualmente, 1229 quilômetros encontram-se em obras, com previsão de conclusão de 809 quilômetros no primeiro semestre de 2010.

A Transnordestina inicia-se no município de Eliseu Martins no Piauí, e vai até o município de Salgueiro no Pernambuco. Neste ponto, ela bifurca-se em dois traçados: um em direção ao Porto de Pecém, no Ceará, e o outro em direção ao Porto de Suape, em Pernambuco.

O projeto prevê a interligação com a Ferrovia Norte-Sul a partir de Eliseu Martins até Estreito (MA) e promoverá ainda a remodelação de 550 quilômetros de ferrovia entre os municípios de Cabo (PE) a Porto Real do Colégio (AL).

No inicio da operação serão 2,3 mil vagões e 56 locomotivas, chegando até, no ano 2025, a 4.300 vagões e 110 locomotivas, o que contribuirá para reduzir os custos logísticos de exportação, entre outros benefícios.

Segundo a Sudene, a Transnordestina deverá gerar cerca de 550 mil empregos, diretos e indiretos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink