Ferrugem asiática ameaça soja na região de Ijuí (RS)
CI
Agronegócio

Ferrugem asiática ameaça soja na região de Ijuí (RS)

Em todos os municípios, tem sido registrada a presença da doença
Por:

A proliferação de focos de ferrugem asiática em lavouras da região da Cotrijuí poderá se refletir no desempenho final da safra de soja na região. Os técnicos da cooperativa reconhecem que, em todos os municípios, tem sido registrada a presença da doença. Segundo o agrônomo Benhur Vione, diariamente, são feitas comprovações de novos focos. "O que varia apenas é a intensidade do ataque de uma lavoura para outra", diz.

As chuvas freqüentes são citadas como facilitadoras no aparecimento do fungo. O agrônomo explica que nem sempre é possível ter acesso às plantações para uma avaliação adequada. "Mesmo nas áreas onde já foi aplicado o produto para controlar a doença, é preciso a monitoração constante", explica. A ferrugem pode provocar perdas expressivas, e até totais, nas lavouras atingidas. Pela avaliação dos técnicos, as lavouras implantadas com cultivares de ciclo tardio podem ter maior reflexo. No raio de ação da Cotrijuí, as áreas plantadas com soja representam 382 mil hectares.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink