Ferrugem asiática continua sob controle em soja de MS

Agronegócio

Ferrugem asiática continua sob controle em soja de MS

Por:
1 acessos

Após o surgimento de cerca de dez focos de ferrugem asiática em lavouras de soja do centro-sul de Mato Grosso do Sul, no início deste mês, a doença se estabilizou e não há notícias de novas áreas afetadas, segundo o pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Asmos.

Segundo ele, o surgimento dos focos foi importante para a intensificação do monitoramento. Postos de vigilância da Embrapa, em parceria com Secretaria Estadual de Produção e empresas privadas, entre elas a Bayer, foram montados nas principais áreas produtoras. Laboratórios para detecção da ferrugem também foram instalados em Chapadão do Sul, Naviraí, Maracaju e Dourados.

Asmos afirma que é importante o agricultor continuar em alerta, mas evitar a aplicação de produtos químicos como medida preventiva. “Aplicações só em casos muito especiais”, afirmou. A ferrugem asiática é um fungo que ataca as folhas da soja, prejudicando o desenvolvimento da planta. A doença surgiu no Estado na safra 2003/2004. Estimativas de entidades ligadas ao setor apontam para um prejuízo de R$ 750 milhões em MS por causa da ferrugem naquela safra.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink