Ferrugem da soja será debatida nesta quarta-feira em Workshop em Goiás
CI
Agronegócio

Ferrugem da soja será debatida nesta quarta-feira em Workshop em Goiás

Por:

A Secretaria de Agricultura e a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás promovem nesta quarta-feira (12-05) um workshop para debater a implementação do Programa Estadual de Controle de Pragas e Doenças da Soja. Os trabalhos serão abertos pelo secretário de Agricultura, José Mário Schreiner, às 9h, no auditório da Faeg. Os debates, que prosseguirão até às 17h, contarão com a presença de técnicos, produtores, representantes de entidades como sindicatos rurais,

cooperativas e associações.

Conforme explica José Mário Schreiner, num primeiro momento as discussões darão ênfase à ferrugem asiática da soja, que exige ação emergencial, em virtude do aumento da incidência na safra 2003/2004 em todo o Estado e dos prejuízos causados, tanto em termos de quantidade como de qualidade dos grãos.

Os presidentes dos sindicatos rurais de Bom Jesus de Goiás, Catalão, Cristalina, Joviânia, Mineiros e Rio Verde vão apresentar depoimentos que incluem histórico de ocorrência, capacitação dos produtores para identificação da doença, métodos de controle, produtos e modo de aplicação, avaliação sobre perdas e comportamento das cultivares: ciclo, tolerância e origem.

Das 13h às 14h30, será apresentada a Proposta Preliminar de Ações para controle da ferrugem, pela chefe da Assessoria Técnica da Seagro, Rossana Serrato. Das 14h30 às 15h30, o engenheiro agrônomo e pesquisador José Nunes, do Centro Tecnológico de Pesquisas Agropecuárias (CTPA), falará sobre a doença, cultivares testadas, além de justificar as medidas que estão sendo sugeridas para controlar a ferrugem asiática na sojicultura.

Rossana Serrato antecipa que uma das idéias é desenvolver o programa em parceria, com central na Seagro e participação ainda da Delegacia Federal de Agricultura no Estado, Universidade Federal de Goiás, Agenciarural, Agrodefesa, CTPA, OCB-Goiás e Faeg. A princípio, serão sugeridos 16 municípios-pólo: Rio Verde, Mineiros, Jataí, Itumbiara, Quirinópolis, Piracanjuba, Catalão, Campo Alegre, Ipameri, Cristalina, Luziânia, Formosa, Uruaçu, Goianésia, Porangatu e Joviânia.

Para acompanhamento das ações, deverão ser instituídos comitês regionais integrados por sindicatos rurais, associações e cooperativas de produtores, universidades, CREA, Banco do Brasil, Faeg, Agenciarural, Agrodefesa, profissionais de Assistência Técnica, produtores e fornecedores.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink